Âncora do SporTV conta como quase perdeu o emprego nas Olimpíadas de 2012

Publicado há 3 anos
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Apresentador do Seleção SporTV, o jornalista Marcelo Barreto relembrou na edição desta terça-feira (17) uma passagem curiosa sobre sua carreira: quando quase perdeu o emprego nas Olimpíadas de Londres em 2012.

Na ocasião, Barreto era correspondente do SporTV em Londres e estava começando os trabalhos na cobertura. O mote foi a questão do jogador Roger Guedes, afastado do Palmeiras por problemas disciplinares.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja mais: Em chamada para jogo do Brasil, SporTV coloca argentinos para aprender Hino Nacional

Barreto disse que perdeu um programa por perder a hora e que tudo isso foi causado por conta da abertura do evento, que ele disse que precisava ver bastante.

“Eu cheguei atrasado uma vez e foi muito grave. É interessante quando a gente consegue se colocar no lugar do outro. Na Olimpíada de Londres, em 2012, imagina a expectativa que eu estava? Morava um ano em Londres, era o correspondente do canal, estava me preparando para cobrir a Olimpíada, ia trabalhar como repórter”, disse Barreto.

“No primeiro dia, fui escalado para apresentar um programa antes e outro depois da Cerimônia de Abertura e tinha ali um ingresso sobrando. E sou apaixonado por Olimpíada, né? Eu falei: ‘Posso pegar esse ingresso?’, e a direção liberou: ‘Pode ir, tranquilo. Volta para apresentar o programa’”, afirmou.

“Tinha pensado em voltar quando começou o desfile dos atletas, aí queria ver o Djokovic com a bandeira da Sérvia, depois fiquei curioso para ver quem iria acender a tocha olímpica, que era a única coisa que não sabia, porque já tinham passado o roteiro todo para a gente. Aí o Paul McCartney começou a cantar e falei: ‘Agora é a hora de ir embora’. Ele cantou uma música, cantou duas e eu ainda estava no portão do estádio. Aí saí correndo, a saída foi complicada, enfim, não consegui chegar. O programa só foi ao ar porque o Alê Oliveira estava na redação, como repórter, escrevendo uma matéria”, disse.

“Era um prédio alto, muito pertinho do Parque Olímpico, e eu subi no elevador pensando assim: ‘Posso ter acabado agora com a minha participação na Olimpíada, com o meu período de correspondente em Londres, com o meu emprego no SporTV’”, finalizou Marcelo, visivelmente emocionado, e agradecendo ao SporTV pela oportunidade dada na época.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio