Amor incondicional: Relembre os pais da teledramaturgia que criaram os filhos sozinhos

Publicado há um ano
Por Greicehelen Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nem só de vilania e tramas
conturbadas vivem as novelas. Para dialogar e chegar mais próximo da realidade
dos telespectadores, é de extrema importância a construção de um núcleo
familiar, onde os personagens possam demonstrar sentimentos como afeto, cuidado,
proteção e, claro, amor.

Muitas vezes “incompletas”, se for pensar pelo padrão normativo da sociedade, as famílias das teledramaturgias surgem apenas com uma figura central: o pai ou a mãe. Atualmente, vemos em cena o major Marco Rodrigo (Julio Machado) se virando para criar a filha adolescente Anjinha (Caroline Dallarosa), em Malhação: Toda Forma de Amar.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Totalmente desconsertado com as questões do mundo feminino, o policial precisa lidar diariamente com as variações de humor da jovem, vaidade e namoro. Quem não lembra da resistência de Marco para aceitar o romance de Anjinha com Cleber (Gabriel Santana)? Foi uma loucura!

Major Marco flagra Anjinha com o namorado Cleber (Foto: Reprodução/ Globo)

Aproveitando que o Dia dos Pães está sendo comemorado neste domingo (11), o Observatório da Televisão reuniu algumas figuras paternas que enfrentaram a difícil missão de criar e educar os filhos sozinhos. Confira a seguir:

Olavo e Laura – O Sétimo Guardião

Olavo (Tony Ramos) e Laura (Yanna Lavigne) de O Sétimo Guardião (Foto: João Cotta/ Globo)

Empresário ambicioso, o
personagem de Tony Ramos não media esforços para conseguir sucesso no
mundo dos negócios. Temido por muitos, Olavo carregava nas costas a lenda de
que sua mulher se suicidou inalando gás, após descobrir sua verdadeira índole.
Verdade ou não, o que foi possível ver na trama foi o amor incondicional que
ele tinha por Laura (Yanna Lavigne). Ele, literalmente, fazia de tudo
para ver a filha bem.

Edu e Lipe – Coração de Estudante

Edu e Lipe da novela Coração de Estudante (Foto: Divulgação/ Globo)

Professor de biologia, o personagem de Fábio Assunção criava o filho Lipe (Pedro Malta) sozinho. Edu não era viúvo, mas tinha uma ex-esposa, a Mariana (Carolina Kasting), problemática, irresponsável e dependente química. Sua maior preocupação era ver o menino sofrendo pelas condições da mãe.

Roney Romano e Keyla – Malhação: Viva a Diferença

Roney Romano e Keyla de Malhação (Foto: Reprodução/ TV Globo)

Vivido por Lúcio Mauro Filho,
o dono da lanchonete A Chapa do Romano era pai de Keyla (Gabriela
Medvedoski
). Viúvo, o rapaz precisou enfrentar sozinho os conflitos
causados pela gravidez inesperada da adolescente, que teve uma noite romântica
com um desconhecido.

Abner e Tonica – Morde & Assopra

Abner e Tonica da novela Morde e Assopra (Foto: TV Globo/Bob Paulino)

Outro paizão viúvo, o personagem
de Marcos Pasquim era apaixonadíssimo pela filha Tonica (Klara Castanho),
e passava um sufoco para administrar as travessuras da pequena. Morando com sua
família em uma fazenda, Abner deixou a solidão de lado após conhecer Júlia (Adriana
Esteves
).

Álvaro e seus quatro filhos – Era Uma Vez…

Álvaro e seus filhos na novela Era Uma Vez… (Foto: Divulgação/ Globo)

O personagem eternizado por Herson Capri era pai de quatro crianças espertas, inteligentes e traquinas: Glorinha (Luiza Curvo), Zé Maria (Alexandre Lemos), Marizé (Alessandra Aguiar) e Fafá (Pedro Agum). Também viúvo e morando em um sítio, o rapaz contava apenas com a ajuda de Pepe (Elias Gleizer), avó das crianças.

Afonso e seus três filhos – Malhação 2000

Afonso e o filho Marcelo em Malhação (Foto: Divulgação/ Globo)

Professor de História no Colégio
Múltipla Escolha
, a figura interpretada por Giuseppe Oristianio era
pai de três adolescentes: Marcelo (Fábio Azevedo), Arthur/Cabeção (Sérgio
Hondjakoff
) e Fernando (Helder Agostini) – que era chamado de FM. Administrando
uma casa cheia de homens, Afonso era atencioso e, às vezes, atrapalhado. Sua
mulher morreu vítima de câncer no pulmão.

Franco e Alice – Rebelde Brasil

Franco e Alice da novela Rebelde Brasil (Foto: Reprodução/ Internet)

Na versão brasileira do fenômeno mexicano Rebelde, o personagem de Luciano Szafir era um rapaz viúvo que criava sozinho a mimada Alice (Sophia Abrahão), que achava que o pai era indiferente a ela. A adolescente era arrogante e vivia arrumando confusões que Franco precisava resolver.

Frederico e seus três filhos – Esplendor

Frederico na novela Esplendor (Foto: Reprodução/ Internet)

Empresário rico, Frederico sofreu um trágico acidente, que resultou na morte de sua esposa. Com isso, ele passou cuidar sozinho dos três filhos: Érica (Thais Fersoza), Fred (Max Fercondini) e Gui (Thiago de Los Reyes). No entanto, no decorrer da novela ele contratou a governanta Flávia Cristina (Letícia Spiller), por quem se apaixonou. Seu intérprete era o ator Floriano Peixoto.

Bento e seus dois filhos – Três Irmãs

Bento da novela Três Irmãs (Foto: Reprodução/ Globo)

Interpretado por Marcos Palmeira, Bento era um viúvo pai de Rafinha (Thavyne Ferrari) e Lucas (Matheus Costa). O médico perdeu a mulher Tereza (Maria Manoella) durante o parto de seu terceiro filho. O personagem cuidava das crianças com muito carinho e dedicação, enquanto lidava com o luto. No decorrer da trama, ele se apaixonou por Dora (Cláudia Abreu).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais