Amazon suspende episódios do Soltos em Floripa após decisão judicial

Liminar da Justiça vetou a continuidade da exibição de alguns dos episódios

Publicado há 9 meses
Por Arthur Pazin
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Amazon Prime Video retirou do ar, na madrugada desta sexta-feira (17), quatro episódios do reality Soltos em Floripa para editar cenas de sexo envolvendo figurantes.

A informação foi divulgada pela jornalista Débora Miranda, da UOL, que contou que a decisão foi tomada após a Justiça de Santa Catarina conceder uma liminar vetando a continuidade da exibição de alguns dos episódios.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

De acordo com parecer da juíza Ana Luisa Schimdt Ramos, que estabeleceu multa de R$500 por dia, a atração viola o direito à intimidade dos participantes.

No início do mês, uma figurante do reality acusou a produção do programa de enganar os participantes da atração. De acordo com a influencer Ana Paula (@anafloripana), os contratos para participar das gravações foram assinados com as equipes embriagadas.

Além disso, os envolvidos teriam sido avisados de que cenas de sexo não iriam para o ar. Devido às declarações polêmicas da gaúcha e o forte conteúdo explícito, internautas se mobilizaram para alertar, na web, sobre os ‘problemas’ destacados pela figurante em suas publicações e também a exposição e banalização do sexo apresentadas no programa.

Com a ordem da Justiça, a plataforma de streaming disse, em nota, que o programa foi criado para ser uma experiência divertida e agradável para todos os envolvidos.

Devido a algumas preocupações, os episódios 4 e 5 e suas respectivas resenhas [programas em que convidados repercutem o que aconteceu nos episódios] estão sendo reeditados e serão publicados novamente no serviço em breve”, comunicou a Amazon, que entrou com recurso contra a liminar.

Entretanto, a empresa ,optou por suspender os episódios e reeditá-los, mantendo apenas as cenas de sexo entre os participantes fixos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio