Altas Horas recebe Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo

Publicado há 4 anos
Por Endrigo Annyston
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Da barriga da mamãe Sophie Charlotte, ele já ouvia: “Otto vem, Otto vem: eu já escuto os seus sinais”. Sob o olhar de Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo, a atriz conta que, por ser fã deles, fez uma adaptação à canção original “Anunciação”, de Alceu, para enviar boas energias ao bebê Otto. “Essa música mexe muito comigo”, explica ao apresentador Serginho Groisman no ‘Altas Horas’ deste sábado, dia 3. Há oito meses nasceu seu filho, porém Sophie já havia escolhido o tipo de parto, “o mais humanizado possível”, como descreve. Ao longo de 12 horas, ela – com o apoio de duas enfermeiras e do marido Daniel Oliveira – permaneceu em trabalho de parto. A casa se tornou pequena pela busca do local mais confortável para o nascimento de Otto, no entanto, ele nasceu na cama: “Eu me sinto uma supermulher por esse parto, mas nunca me senti tão humilde perante a vida como nesse momento”.

Em um dos palcos suspensos, uma parte da cultura nordestina é representada pelos três compositores e cantores, reunidos no chamado O Grande Encontro. Geraldo conta que o grupo nasceu durante um show que fazia com Zé Ramalho, e que tinha Alceu e Elba na plateia. Eles subiram ao palco a convite do público. Esses 20 anos marcam a parceria entre os músicos, reverenciados por Serginho: “Os três juntos têm uma energia que pode ligar uma cidade como Tóquio ou Nova York”, brinca. Durante a noite, tocam, cantam e animam a plateia com músicas como “Morena Tropicana” e “Táxi Lunar”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Do outro lado da arena, uma mescla de nacionalidades forma o Playing For Change. França, Israel, África do Sul, Congo, Itália, Japão, Venezuela, Gana e Zimbábue são os países dos nove artistas de rua que compõem a banda. Surgida a partir de um projeto no qual cada artista tocava um trecho de “Stand By Me”, eles se apresentam em diversos lugares do mundo com o repertório.

Heloísa Perissé, em cena na novela ‘A Lei do Amor’ como a cartomante Mileide, responde ao apresentador de onde veio a inspiração para a personagem: Oda Mae Brown (Whoopi Goldberg) em “Ghost”. Tati, papel que foi assunto em 2001, na sua primeira participação no ‘Altas Horas’, foi criada a partir de adolescentes presentes na vida da atriz. Hoje, 15 anos depois, ela se diverte: “Eu tenho uma filha de 17 anos que é uma Tati”.

A edição também prepara uma homenagem às vítimas da queda do avião da Chapecoense, que ocorreu na madrugada de terça-feira. Alunos e professores que recentemente foram ao programa transmitem cenas da homenagem feita na Arena Condá, o estádio do time, na quarta-feira. A triatleta Fernanda Keller comenta sobre o episódio e sobre a perda do cinegrafista Ari Júnior, responsável pelas filmagens da nova série do ‘Esporte Espetacular’, “Rumo ao Ápice”, que estreia no dia 11. “Eu entreguei a minha alma para a lente do Ari”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio