Aline Fanju fala sobre estar no ar em duas reprises da Globo ao mesmo tempo

Atriz aparece em Totalmente Demais e Malhação: Vida Diferença

Publicado há 6 meses
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A atriz Aline Fanju fez, em 2017, a Josefina em Malhação: Viva a Diferença e ganhou alguma notoriedade junto ao público da Globo. Na trama ela fez a mãe da Benê, da Daphne Bozasci.  Agora, além de estar na reprise de 2020, ela também está em Totalmente Demais, que também ganhou edição especial na Globo.

Em entrevista, ela falou sobre estar nas duas tramas reprisadas pela emissora carioca e revelou momentos divertidos durantes as gravações. Confira a íntegra.   

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Qual foi sua reação ao saber que duas novelas que você fez seriam exibidas novamente? 

Eu soube primeiro que a ‘Malhação: Viva a Diferença’ seria reexibida e depois soube de ‘Totalmente Demais’. Estamos no meio de uma pandemia mundial, portanto, o motivo pelo qual elas estão no ar é triste.

Mas, ao mesmo momento em que amigos perdem seus empregos e não vislumbram num futuro próximo uma recuperação do setor da cultura, eu estou com dois trabalhos no ar dos quais tenho muito orgulho.

Tenho que me sentir privilegiada. E estou gostando muito de assistir de novo.  Num mesmo dia as pessoas podem assistir a essas duas personagens que amei fazer e que são tão diferentes entre si!  

Tem alguma recordação divertida das gravações, bastidores? Qual? 

Muitas! Tenho muita sorte! Nos dois trabalhos estive em núcleos maravilhosos e divertidos! Pense, em ‘Malhação’, meu par era Lucinho Mauro Filho e, em ‘Totalmente Demais’, meu par era Aílton Graça! Palhaçadas o dia inteiro. Ailton é um sol! A gente na maquiagem já ouvia ele chegando. E já chegava brincando com todo mundo, cantando, gritando. Ele é demais!  

Que lugar ‘Totalmente Demais’ ocupa na sua carreira?

Foi minha primeira verdadeira experiência na comédia em televisão! E foi muito difícil! Trabalhei muito! O humor tem uma conta muito específica, é matemático ao mesmo tempo que não pode perder o frescor e a espontaneidade! Aprendi muito com Ingrid Guimarães, com quem fiquei em cartaz durante três anos com o espetáculo ‘Razões Para Ser Bonita’.

Acho que deu certo. Sou orgulhosa do resultado. Confesso que assistindo hoje, passados alguns anos, mudaria uma ou outra coisa, mas é normal isso.  Ficou bonito. 

Fale do perfil do seu personagem em ‘Totalmente Demais’, que dramas tinha, como foi a repercussão na época…

Olho pra Maristela hoje com mais acolhimento até do que na época. Ela é muito insegura e ciumenta, mas também está visivelmente vivendo uma relação não horizontal! Florisval mente, não a assume e a trata como mulher troféu, papel esse que ela aceita, porque é vítima do nosso machismo estrutural mesmo. Ela é romântica, quer viver uma história de amor, mas escolheu mal. Ela também era muito divertida, escandalosa e impulsiva!

Como está sua rotina durante a pandemia?

Acordo todos os dias bem cedo com a minha filha, Teresa, de 1 ano e 4 meses. Dou o café dela, enquanto faço uma chamada de vídeo com minha irmã Caroline, que mora em Portugal.

Depois brincamos na varanda com a piscininha de plástico dela. Ela mexe nas plantinhas, lemos livros. Marcelo (Cavalcanti, marido da atriz) e eu nos revezamos durante o dia entre a Teresa e os afazeres da casa.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais