Alice Wegmann é cotada para viver vilã de trama das 18h

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Longe da TV desde que viveu recentemente a Maria de Onde Nascem os Fortes, Alice Wegmann está cotada para Órfãos da Terra, trama das 18h de Thelma Guedes e Duca Rachid que tem estreia prevista para março de 2019.

Leia: Alice Wegmann conta no Encontro ter desenvolvido transtorno na adolescência

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Segundo a colunista Patrícia Kogut, a famosa estaria na mira para ser a grande vilã da produção, que terá ainda no elenco Renato Góes, Julia Dalavia, Paula Burlamaqui, Mouhamed Harfouch e Marcelo Médici.

Saiba mais: Após cena de tentativa de estupro em Onde Nascem os Fortes, Alice Wegmann sofre assédio na web: “Fiquei tão excitado”

A saber, o folhetim, que se passará em São Paulo, falará sobre refugiados e terá sequências ambientadas na Síria, no Líbano e na Grécia. Depoimentos reais farão parte da história.

Alice Wegmann revela que não quer mais viver qualquer tipo de papel: “Não faz mais sentido fazer coisas rasas”

Alice Wegmann declarou que interpretar a personagem foi algo muito importante na sua vida. “Agora eu só quero fazer personagens com propósito, que mudem alguma coisa nas pessoas, já não faz mais sentido fazer coisas rasas, quero algo que mude as pessoas para melhor”, afirmou inesperadamente a estrela à revista Marie Claire.

“Vivi uma personagem feminina muito marcante, muito forte, que a gente não está acostumado a ver. Esses são normalmente papeis que Cauãs e Lombardis fazem. Só agora vemos uma mulher na TV peitando uma justiça corrupta, com juízes corruptos, polícia corrupta, e apesar de ser uma menina de 24 anos, teve a força necessária para enfrentar essa situação”,analisou, contudo, a atriz.

Ela se viu no meio de um furacão, perdeu o irmão e foi atrás da verdade e conseguiu enfrentar tanta coisa. Acho que este tipo de personagem ajuda a tirar um pouco do preconceito que está muito enraizado em nossa cultura de que a mulher não pode fazer nada. A Maria chegou para mostrar isso, ela veio para mostrar que a mulher pode, sim!”, concluiu, enfim, Wegmann.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio