Além de Verdades Secretas: O Clone e mais novelas abordaram o vício em drogas e álcool

Conheça as tramas que trouxeram à tona esse importante debate

Publicado em 28/09/2021 16:08
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Verdades Secretas, novela de 2015 reprisada pela Globo atualmente, traz um enredo repleto de polêmicas. Uma delas é a o abuso de drogas e o triste universo que cerca o vício. Grazi Massafera é a responsável por mostrar a jornada chocante de alguém que vai ao fundo do poço quando se entrega a esse consumo.

Na trama de Walcyr Carrasco, Grazi interpreta Larissa, uma modelo que busca ascensão nas passarelas, mas que acaba se perdendo em meio a tanta ambição. Primeiro, ela começa a usar cocaína antes dos desfiles e dos programas que faz pelo book rosa. Depois, mais dispersa de sua profissão, passa para outros entorpecentes, desembocando no crack.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Do glamour, Larissa acaba parando no maior reduto de usuários de drogas do Brasil: a cracolândia. As cenas do desespero e da decadência da personagem são chocantes – veja aqui o antes e depois. Muito por isso que Grazi foi uma das indicadas para ganhar o Emmy Internacional de Melhor Atriz no ano da produção da novela.

Importante lembrar que não foi só Verdades Secretas que trouxe à tona o debate sobre as drogas. Outras novelas também abordaram o tema. Selecionamos as principais.

O Clone

Um clássico de Gloria Perez, a novela de 2001 surpreendeu com o drama de Mel, interpretada por Débora Falabella. Riquinha e cheia de planos, a jovem viu seu futuro se deteriorar após experimentar maconha e outras drogas com os amigos. O ápice de sua decadência foi quando participou de um assalto para conseguir dinheiro para comprar entorpecentes. Outra cena marcante é quando Mel, desesperada para se drogar, bebe um vidro de perfume.

A saga para a menina se controlar e parar com seu vício é algo que fez da novela um standard da luta contra as drogas. Lembrando que O Clone volta às tardes da Globo no próximo dia 4 de outubro.

Passione

O tema ‘drogas’ foi levado às telinhas desta vez por Cauã Reymond, que interpretou Danilo, um atleta que experimentou entorpecentes para potencializar seu rendimento no esporte. O personagem da novela de 2010 precisou ser internado, mas fugiu e permaneceu com seu vício, que ia de medicamentos a alucinógenos.

Páginas da Vida

O alcoolismo é sempre bastante retratado nas novelas brasileiras. Na trama de 2006, o assunto foi representado por Bira (Eduardo Lago), que descontou no álcool por estar triste ao desconfiar da infidelidade da esposa, Carmen (Natália do Vale). A partir da separação da mulher, o personagem se afundou ainda mais no vício, passou muitos vexames, tentou se matar e frequentou o Alcoólicos Anônimos.

Paulo José em Por Amor e Vera Holtz em Mulheres Apaixonadas (Reprodução)

Por Amor

Uma história clássica para os noveleiros de plantão, contada em 1997 / 1998. Orestes, vivido pelo saudoso Paulo José, se perdeu no consumo de álcool para se lamentar das dificuldades impostas pela vida, sobretudo por ser renegado pela filha Maria Eduarda (Gabriela Duarte), fruto de sua relação com Helena (Regina Duarte). No decorrer do folhetim, Orestes enfrenta muitas barreiras, mas sempre tem a ajuda da atual esposa Lídia (Regina Braga) e a filha Sandrinha (Cecília Dassi), cuja relação comoveu o Brasil à época.

Mulheres Apaixonadas

Outra personagem que é sempre lembrada quando o assunto é abuso de drogas em novelas. Santana, a professora interpretada por Vera Holtz, marcou o ano de 2003, quando a novela de Manoel Carlos foi exibida pela primeira vez. Completamente entregue ao álcool, ela chegava à escola embriagada, faltava muito, bebia escondido e, assim como Mel, de O Clone, ingeriu perfume quando não tinha outra bebida.

Segundo Sol

Manu, papel de Luisa Arraes em Segundo Sol, novela exibida em 2018, é outra personagem que se envolve com drogas. A razão está relacionada principalmente ao abandono que sofreu pela mãe Luzia (Giovanna Antonelli) após um plano cruel de Karola (Deborah Secco) e Laureta (Adriana Esteves). Com o sentimento de rejeição que não vai embora nunca, começa a se entorpecer.

Vale Tudo

Quando se fala em clássico da teledramaturgia, não tem como não se lembrar de Vale Tudo, exibida em 1988. Na história fo abordado o alcoolismo pelas mãos de Renata Sorrah, a intérprete de Heleninha Roitman. Filha da vilã, Odete Roitman (Beatriz Segall), ela descontava nas bebidas toda a sua amargura por não ter tido sucesso como artista plástica e nem em seu casamento. As cenas após as bebedeiras de Heleninha são chocantes e famosas até hoje.

Nazaré

Também podemos citar uma novela portuguesa nesta lista. Nazaré está sendo exibida atualmente pela Band e mostra Cris, papel de João Maria Maneira, chegando ao fundo do poço por conta do vício em drogas. O rapaz chega a ficar longe dos entorpecentes durante um bom tempo, mas acaba tendo uma recaída e chega a sofrer uma overdose.

Renata Sorrah em Vale Tudo e Luisa Arraes em Segundo Sol (Reprodução)
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio