Além de O Outro Lado do Paraíso, veja outros trabalhos marcantes de Glória Pires!

Publicado há 3 anos
Por Felipe Gatto
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na pele da Elizabeth, personagem que enfrentou apuros com o sogro Natanael (Juca de Oliveira) e teve que fingir sua própria morte para sumir do mapa, a atriz Glória Pires é um dos destaques da novela “O Outro Lado do Paraíso”. Na segunda fase da trama, ela é vista na história como a Duda. Com quase 50 anos de carreira, a famosa já roubou a cena em vários trabalhos na TV. Confira os principais papéis da global na teledramaturgia!

Leia mais:
O Outro Lado do Paraíso: Desesperada, Lívia joga Tomaz contra Clara: “Ela quer tomar você de mim”
Com mudança de fase, O Outro Lado do Paraíso ganha fôlego

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Glória Pires viveu uma sedutora arquiteta em “Babilônia” (Reprodução/TV Globo)

Beatriz de Babilônia

Em 2015, Glória Pires brilhou na novela “Babilônia” como uma arquiteta para lá de provocante. Na história exibida na faixa das 21 horas, a personagem também era uma empresária de sucesso e presidente da Construtora Rangel. Conhecida como “devoradora de homens”, ela se envolveu com vários rapazes e dividiu cenas grandiosas com Adriana Esteves que viveu a sua rival Inês no folhetim.

Norma jurou vingança em folhetim de Gilberto Braga (Reprodução/TV Globo)

Norma de Insensato Coração

“Insensato Coração” foi mais um trabalho da atriz em parceria com o autor Gilberto Braga. Na novela exibida em 2011, a veterana interpretou a Norma, uma humilde enfermeira que vai parar atrás das grades por causa do noivo Leo (Gabriel Braga Nunes). Destemida, ela sai da cadeia com o desejo de se vingar do antigo companheiro e acaba a trama sendo assassinada.

Vilã se disfarçou de babá em “Anjo Mau” (Reprodução/TV Globo)

Eunice de Anjo Mau

Na novela das 18 horas que chamou a atenção do público em 1997, Glória Pires encarnou a Eunice, uma vilã de jeitinho doce que mentiu para boa parte dos personagens da história. Ambiciosa, a personagem se fingiu de babá na Mansão dos Medeiros. Para enriquecer e atingir os seus objetivos, ela decide conquistar o patrão Rodrigo (Kadu Moliterno), mas acaba se apaixonando de verdade pelo rapaz.

Glória Pires viveu Rafaela em “O Rei do Gado” (Reprodução/TV Globo)

Rafaela de O Rei do Gado

Na trama rural que bateu recordes de audiência para a Globo no ano de 1996, a atriz interpretou a impostora Rafaela Berdinazzi. Antes de ser desmascarada, a personagem de caráter duvidoso enganou bastante gente na história escrita por Benedito Ruy Barbosa, que abordou como temas a reforma agrária e o ódio entre duas famílias: os Mezenga e os Berdinazzi.

Veterana protagonizou “Memorial de Maria Moura” (Reprodução/TV Globo)

Maria Moura de Memorial de Maria Moura

Glória Pires protagonizou a minissérie exibida em 1994 e que foi baseada no romance de Rachel de Queiroz. Na história, a global viveu a Maria Moura, uma jovem que passou por muitos apuros na infância e que resolveu ir à luta para sobreviver. Guerreira, a corajosa personagem luta contra a submissão feminina na sociedade patriarcal do século XIX e faz de tudo em nome da sua liberdade.

Glória Pires fez sucesso ao viver gêmeas na TV (Reprodução/TV Globo)

Ruth e Raquel de Mulheres de Areia

“Mulheres de Areia” consagrou a atriz ao dar a oportunidade da famosa viver duas personagens em uma mesma obra. No remake da escritora Ivani Ribeiro, Glória Pires interpretou a boazinha Ruth e a maldosa Rachel, duas irmãs gêmeas bem diferentes que viviam na fictícia Pontal D’Areia. Enquanto Ruth era uma professora doce e de bom coração, Rachel fazia de tudo para enriquecer e não pensou duas vezes na hora de roubar o namorado da irmã, o poderoso empresário Marcos Assunção (Guilherme Fontes).

Maria de Fátima era ambiciosa em “Vale Tudo” (Reprodução/TV Globo)

Maria de Fátima de Vale Tudo

Na bem-sucedida novela “Vale Tudo”, escrita por Gilberto Braga em 1988, a artista encarnou a Maria de Fátima, outra vilã que se destacou em sua carreira na teledramaturgia. Arrogante, a filha de Raquel (Regina Duarte) casou por interesse e vivia em confronto com a mãe que não aceitava a falta de escrúpulos da herdeira. Maria de Fátima tinha vergonha da simplicidade da familiar e não perdia a chance de humilhá-la com seu habitual tom de deboche ao falar.

Aos 15 anos, Glória Pires ganhou prêmio de revelação (Reprodução/TV Globo)

Marisa de Dancin’ Days

Com apenas 15 anos de idade, Glória Pires arrasou na pele da Marisa no folhetim “Dancin’ Days”, sucesso do ano de 1978. A atriz foi premiada como revelação da novela e declarou em várias entrevistas que esse trabalho foi um divisor de águas em sua trajetória profissional. A personagem era uma jovem mimada e agressiva com a mãe Júlia Matos, vivida por Sônia Braga.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio