Aguinaldo Silva faz piada após seguidor pedir que ele faça novela na Record TV

Publicado há 10 meses
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Recém saído da Globo após mais de 40 anos de trabalho, o autor Aguinaldo Silva fez piada após um seguidor pedir que ele fizesse uma novela na Record TV. Ativo nas redes sociais, ele deu risada após um seguidor afirmar que iria ser engraçado o fato dele ir trabalhar na emissora paulista após criticas.

“Vai ser engraçado você na Record”, disse ele. “Concordo, só de ler esse comentário, quase morri de rir”, afirmou ele. Em outras ocasiões, Aguinaldo criticou bastante as novelas da emissora, por conta de seu dono, Edir Macedo, que também é líder da Igreja Universal do Reino de Deus.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja o comentário:

Aguinaldo Silva debocha de possível ida para a Record TV (Reprodução/Facebook)

Aguinaldo Silva deixou a Globo nesta semana

A Globo anunciou na última quinta-feira (2) que o autor Aguinaldo Silva deixará a emissora após mais de 40 anos de serviços prestados. Aguinaldo tinha contrato com a emissora carioca até o início deste ano, mas a Globo decidiu não renovar ele. O último trabalho de Aguinaldo Silva na TV foi a novela O Sétimo Guardião, exibida entre novembro de 2018 e maio de 2019. 

“Sem nova obra prevista, a Globo decidiu não renovar o contrato com o autor Aguinaldo Silva. 
 Ao longo dos mais de 40 anos dessa parceria de sucesso, foram mais de 20 trabalhos em conjunto, entre os quais Império, que ganhou o Emmy Internacional de Melhor Novela em 2014″, diz o comunicado da Globo.

No terreno das novelas, Aguinaldo desenvolveu 15 delas, diversas com altos índices de audiência e que promoveram seus personagens a ícones do imaginário popular. Sozinho como autor titular ou em parceria, ele escreveu, só para exemplificar, Vale Tudo (1988), Tieta (1989), Fera Ferida (1993), A Indomada (1997) e Senhora do Destino (2004). Ademais, desenvolveu a criação de Dias Gomes Roque Santeiro (1985), da qual escreveu mais de 100 dos 209 capítulos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais