Aguinaldo Silva critica medida de Bolsonaro: “Teremos que nos esconder?”

Publicado há um ano
Por Felipe Brandão
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O autor de novelas Aguinaldo Silva se envolveu em uma nova polêmica nesta quarta-feira (21). Ele criticou abertamente a medida do governo Jair Bolsonaro (PSL) de suspender o edital que selecionaria produções audiovisuais para a TV com o tema ‘diversidade de gênero’.

Em seu perfil pessoal no Twitter, ele compartilhou um link a respeito do fato e teceu suas próprias considerações a respeito. “Nós, gays e etc., teremos que nos esconder ou então correr da polícia de novo como acontecia na década de 70? É o que parece”, escreveu o dramaturgo, citando o período histórico em que o Brasil estava sob regime militar. Pouco tempo depois, porém, o tweet foi apagado sem qualquer justificativa.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Aguinaldo Silva é o criador de novelas globais de grande sucesso, como Senhora do Destino (2004), A Indomada (1997) e Império (2014). Seu trabalho mais recente para o canal carioca foi O Sétimo Guardião, obra de bastidores turbulentos que não atingiu os resultados esperados em audiência.

As informações são do portal Catraca Livre.

(Reprodução / Twitter / Catraca Livre)
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais