Agravamento da pandemia obriga a Globo a promover mudanças no Jornalismo

Novas medidas para preservar ainda mais seus colaboradores serão tomadas

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Por causa do agravamento da pandemia de covid-19, que atingiu seu pior momento no Brasil, o Jornalismo da Globo tomou novas medidas para preservar ainda mais seus colaboradores integrantes do grupo de risco, que já estão trabalhando em home office desde o início da pandemia.  

Na GloboNews, foram adiados, por pelo menos um mês, os retornos dos programas GloboNews Miriam Leitão, Roberto D’Avila e Diálogos com Mário Sérgio Conti, previstos para a próxima semana, já que a gravação das entrevistas exigia uma mínima presença de técnicos nas casas dos jornalistas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Papo de Política está confirmado às quintas-feiras, na faixa de 23h30, mas sem a presença de Andréia Sadi, que está grávida. Também está mantido o retorno do GloboNews Internacional, com Guga Chacra e Marcelo Lins, nas noites de domingo.  

Na TV Globo, as gravações com Gloria Maria para o Globo Repórter estão suspensas pelo mesmo período – ela gravava no jardim de sua casa, ao ar livre, mas a opção foi por aumentar ainda mais os cuidados. A apresentadora já tinha finalizado sua participação nos dois próximos programas.

A partir de então, o Globo Repórter passa a ser conduzido apenas por Sandra Annenberg. Como grava sozinho de casa, Caco Barcellos continua no comando do Profissão Repórter.  

Como acontece desde o início da pandemia, os jornalistas do grupo de risco têm trabalhado de casa, contribuindo para a extensa e fundamental cobertura da pandemia e de outros fatos importantes no Brasil e no mundo, em todas as plataformas do jornalismo da Globo. 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio