Afiliada da Globo em Alagoas tem novo dia de demissões e dispensa readmitidos pela Justiça

Publicado há um ano
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A TV Gazeta, afiliada da Globo em Alagoas, voltou a demitir em massa durante toda esta segunda-feira (26). Boa parte deles havia sido readmitido após decisão da Justiça, que viu abuso após a TV Gazeta/Globo dispensar contratados assim que a greve de Jornalistas do estado nordestino foi finalizada. Ao todo, foram 11 demitidos nesta segunda até o fechamento da reportagem.

Segundo apurou o Observatório da Televisão entre os dispensados pela segunda vez estão o jornalista esportivo Klébs Lós, os editores Derek Gustavo e Roberta Cólen, os repórteres Warner Filho e Felipe Farias, e os cinegrafistas José Agatângelo e Nildo Lopez. Também foram demitidos Daniel Zilliani, Adriana Leite, Adelaide Nogueira, Valdemir Soares e Chiara Lima.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Alguns deles estão sendo demitidos pela segunda vez, como Klébs Lós, Derek Gustavo, Felipe Farias e Daniel Zilliani. Eles foram dispensados e recontratados após uma decisão do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-AL) que exibiu que 16 demitidos em julho fossem recontratados.

As demissões aconteceram após o fim da estabilidade mínima pedida pela Justiça após a greve. A TV Gazeta/Globo não poderia demitir até o dia 1 de agosto. Esperou três semanas para fazer as dispensas. O Sindicato dos Jornalistas do Alagoas (Sindjornal) já está ciente e ainda estuda atitudes.

Procurada pelo Observatório da Televisão, a emissora das Organizações Arnon de Mello (OAM), pertencente ao ex-presidente Fernando Collor, não respondeu aos contatos. Caso o faça, a reportagem será atualizada.

TV Gazeta/Globo demitiu 15 jornalistas após greve de 10 dias em Alagoas em julho

A TV Gazeta/Globo foi a primeira emissora em Alagoas que retalhou jornalista que participaram da greve de Jornalistas que durou nove dias. 15 jornalistas foram dispensados naquela ocasião. Entre eles estava o jornalista esportivo Klébs Los, um dos nomes mais tradicionais da emissora alagoana. Contanto a primeira e as segundas dispensas, já são 18 demitidos após a greve.

Entretanto, até mesmo a âncora Thaíse Cavalcante, que estava de licença no período da greve, sofreu. Ela foi rebaixada e virou apenas editora do AL1, jornal que apresentava na emissora. Ainda estão previstas novas demissões.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais