Afiliada baiana da Record TV é investigada por negligência em meio à pandemia

Record TV Itapoan é alvo de inquérito do Ministério Público

Publicado há 5 meses
Por Felipe Brandão
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Record TV Itapoan entrou na mira do Ministério Público do Trabalho na Bahia. Afiliada local da Record TV, a emissora é alvo de um inquérito do órgão público, que apura denúncias de negligência nos cuidados com seus funcionários em meio ao surto de covid-19 em todo o mundo.

De acordo com informações do jornalista Daniel Castro, em seu portal Notícias da TV, o MPT-BA recebeu, entre os dias 28 de abril e 2 de junho, duas denúncias anônimas contra o canal.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Segundo tais fontes, a direção da empresa tem mantido em atividade alguns funcionários já comprovadamente contaminados pelo vírus. Há também queixas da falta de testes para todos e da medição de temperatura na entrada da empresa.

Em resposta à mesma reportagem, a Record TV Itapoan nega as acusações. A afiliada garante ter dispensado todos os funcionários contaminados – segundo ela, apenas cinco, de um total de 300 – e afastado 15 prestadores de serviço pertencentes a grupos de risco, além de adotar todas as medidas preventivas recomendadas em suas unidades.

Em tempo

Coincidência ou não, o fato é que um dos principais apresentadoras da rede baiana, José Eduardo, está em quarentena desde a semana passada. Ele, que comanda a versão local do Balanço Geral, teve o diagnóstico de coronavírus confirmado na última sexta-feira (29).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais