Afastado da TV, Leonardo Vieira aparece diferente em viagem com o marido

Publicado há 2 anos
Por Clara Ribeiro
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leonardo Vieira está longe da telinha desde que atuou em Os Dez Mandamentos na pele de Balaão, em 2016.

Para aproveitar as “férias” da TV, Vieira, que está com 49 anos de idade, embarcou em uma viagem romântica com seu marido, Leandro Fonseca. Durante o passeio, Leonardo surgiu com uma aparência bem diferente: grisalho, com a barba e cabelo compridos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O casal, que está junto há oito anos, viaja pelo estado de Minas Gerais. Vale lembrar que os dois só assumiram o romance em julho deste ano.

Em 2016, no entanto Leonardo já tinha sido flagrado beijando outro homem em uma festa, quando surgiram os primeiros boatos de que o ator seria homossexual.

Apesar da notícia ter tomado grandes proporções na época, o ator continuou mantendo sua discrição quanto ao fato, algo que sempre foi sua marca. Poucas vezes pudemos ver o artista postando fotos sobre seu relacionamento e outras situações pessoais.

Atualmente, o ator não tem nenhum trabalho confirmado na Record TV, canal em que está desde 2005, quando deixou a Globo para se destacar em Prova de Amor.

Leia mais: Leonardo Vieira detona novela da Record: “Falta de credibilidade e verossimilhança”

“Libertador”, disse Leonardo Vieira sobre se assumir gay

Como falamos, Leonardo Vieira mantém seu casamento fora dos holofotos o quanto pode. Ainda assim, ele e seu marido utilizam as redes sociais para postar fotos discretas e fazer declarações de amor.

Em entrevista à revista CARAS, o ator falou como foi fazer a revelação publicamente: “Me posicionei e estou acordando diferente, com mais disposição. Me sinto mais à vontade para encarar o mundo. Posso ser integralmente eu porque o meu caráter continua. Mesmo se não me chamarem mais para trabalhar, valeu a pena. É realmente libertador”.

A partir daí, ele lembra que começou a receber ataques homofóbicos, bem como mensagens de apoio: “Recebi uma ameaça no e-mail. Não tive coragem de abrir. Tenho lido mais mensagens no Instagram. E são muito positivas: agradecimentos, falam da minha coragem e força. Poucos me mandam coisas negativas. Me seguro nessas pessoas”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio