A Fazenda: Rodrigo chama peões de selvagens após barraco: “Um bando de animais”

O Fazendeiro da semana se irritou com tantos barracos em uma só noite

Publicado há um mês
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Rodrigo Moraes está furioso com a situação da noite passada, onde ocorreram inúmeros barracos entre os peões. Em desabafo com JP Gadêlha na manhã deste sábado, o rapaz chamou o grupo de animais e disse que não é babá de ninguém pra ficar cuidando de gente bêbada. “Pareciam selvagens, um bando de animais. Aliás, nem os animais fazem isso“, disparou ele, indignado.

Esse povo está aqui pra curtir, pra treinar, pra tomar solzinho, pra fazer graça nas festas, videozinho, estão aqui pra isso, pra curtir. É o famoso vetezeiro. Agradar o publico, tá pensando que a galera vai comprar?“, proferiu ele enquanto caminhava pelo gramado com o amigo.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Eu estava agilizando ele [Cartolouco] porque a gente ia tomar punição. Ele pedia calma, pra eu relaxar. Tem que ter responsabilidade cassete. Porra, tem que fazer o serviço, mas faça bem feito. Quer beber? beba, mas depois chega na responsabilidade. Eu não sou babá de ninguém […] Na próxima pode cair a casa, eu não estou nem ai“, continuou.

O Fazendeiro parece não ter gostado da atitude também de Luiza Ambiel, que pedia ajuda dele para não agredir Carol Narizinho após se sentir ofendida com comentário dela sobre sua filha. “Não adianta conversar com quem está bêbado, um povo barbado, velho, estudado, já mãe e pai, coisa ridícula. Todo mundo já fez merda, já passou vexame, só que aqui você está dando bom ou mau exemplo pra quem está assistindo“, explicou o modelo.

Quantos fãs crianças esse povo não tem. Depois acorda como se nada tivesse acontecido, vai passar um bronze enfiar um fio dental no rabo. Era uma selvageria, um bando de animais, nem os animais fazem isso.”

Na cozinha com Juliano Ceglia

Rodrigo continuou a reclamar e fez referências a Lucas Maciel, que chegou a pular no sofá e subir em cima do fogão à lenha para dançar. “Segura sua onda, bicho! Povo sobe em cima da mesa onde você almoça e janta. Falta de respeito. Sobe com o pezão podre em cima do sofá e depois você põe o rosto ali pra dormir. Vai se lascar, mano. Se está bêbado, segura sua onda. Tem gente que bebe e não faz nada disso, vai por a desculpa na bebida. Hipocrisia. Imagina se essa pessoa cai, se essa mesa vira e a pessoa bate a cabeça? A pessoa coloca própria vida em risco.”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais