“A arte funciona como cura”, diz Mateus Solano sobre o humor na atualidade

Ator interpreta o Zé Bonitinho da Escolinha do Professor Raimundo

Publicado há 23 dias
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Escolinha do Professor Raimundo deste domingo (27) segue com os alunos aprontando com o professor Raimundo (Bruno Mazzeo). E, desta vez, Zé Bonitinho (Mateus Solano) abusa da boa vontade do mestre e não larga o celular em sala de aula.

O objetivo do aluno é bater o recorde de matches em um aplicativo de relacionamento. Na cena, o professor questiona a atividade fora de hora de Zé Bonitinho no aparelho telefônico, mas ele logo se defende ao ressaltar que se trata de um momento histórico em sua vida.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No entanto, a empolgação termina quando ele se dá conta de que o número de curtidas está caindo e que seu perfil foi hackeado. O ator Mateus Solano, que participou dessa temporada também como Félix, seu personagem icônico da novela Amor à Vida, destacou a importância do humor e da arte no contexto atual.

“A Escolinha e o entretenimento são muito importantes para desanuviar tensões como essa que estamos passando. Mas, em qualquer momento, é muito importante um riso inocente e sincero, como o que o programa desperta. A própria nostalgia é muito poderosa, cura. A arte funciona como cura mesmo”, ressalta o ator.

Escolinha do Professor Raimundo tem direção artística de Cininha de Paula, direção de Alex Cabral e redação final de Angélica Lopes e Leonardo Lanna. O humorístico vai ao ar aos domingos na Globo, após o Esporte Espetacular.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio