Sete mocinhas chatas e irritantes das novelas que foram rejeitadas pelo público

Publicado em 15/11/2016

Viver o destaque ”positivo” de uma novela tem sido um desafio para muitas atrizes, visto que as vilãs são sempre queridas pelos telespectadores. Quando a personagem é boa, muita gente dá um crédito, mas, ao contrário, vem muitas críticas.

mocinhas chatas

Letícia, vivida por Isabela Santoni na trama A Lei do Amor, é um exemplo claro disso. Mimada, a menina tira a paciência das pessoas. Mas esse não é um caso isolado. Várias mocinhas chatas e irritantes das novelas foram rejeitadas pelo público. Listamos 7 para você relembrar!

  • TOIA (Vanessa Giácomo) – A Regra do Jogo

Toia era tão certinha e iludida que ganhou o apelido de ”Chatoia” nas redes sociais. A personagem de Vanessa Giácomo tinha tudo para ser uma ótima mocinha, mas o fato de ter sido enganada facilmente por Romero (Alexandre Nero) deixou as pessoas iradas. Infelizmente, essa foi ”apenas” uma das inúmeras falhas da última novela de João Emanuel Carneiro.

vanessa-giacomo-toia-a-regra-do-jogo
Toia (Globo)

  • PALOMA (Paolla Oliveira) – Amor à Vida

Paloma também ganhou um apelido ”carinhoso” do público devido à apatia na novela Amor à Vida: ”Pamonha”. A personagem era tão chata que logo foi preterida pelos malvados Félix (Mateus Solano) e Aline (Vanessa Giácomo), os vilões da trama, que fizeram muito sucesso. De fato, a história de Paloma não era instigante e o falta de química da atriz com Malvino Salvador deixava a personagem ainda mais desinteressante.

Paloma Amor à Vida
Paloma (Globo)

  • DIANA (Carolina Dieckmann) – Passione

Na confusa novela Passione, Diana era a mocinha, mas não caiu nas graças dos telespectadores. Sem muita ação, ela foi tão esquecida que a solução foi matar a personagem para dar uma reviravolta na história. No fim, ninguém sentiu falta da personagem do bem de Carol Dieckmann.

Diana Passione
Diana (Globo)

  • REGINA (Camila Pitanga) – Babilônia

Justiceira, batalhadora e sem papas na língua, Regina poderia ter sido uma ótima protagonista. Porém, o tom exagerado, as constantes brigas e a personalidade forte fizeram o público achar a personagem de Camila Pitanga um porre. Com fama de barraqueira, o perfil da mocinha acabou mudando no decorrer da trama, para que ela ficasse mais ”doce”. Funcionou um pouco, mas mesmo assim não foi suficiente para salvar a novela do fracasso.

Regina Babilônia
Regina (Globo)

  • HELENA (Taís Araújo) – Viver a Vida

Outro exemplo de personagem mal construído, e quem pagou o pato foi a atriz. Taís Araújo se dedicou para fazer de sua Helena um tipo adorado, mas a história fazia da mocinha chata e monótona. No fim, quem acabou se destacando foi Alinne Moraes, que começou como vilã, mas se redimiu após um acidente.

helena viver a vida
Helena (Globo)

  • CAMILA (Carolina Dieckamann) – Laços de Família

Quem assistiu a reprise de Laços de Família no Canal Viva acompanhou a saga de Camila, uma das mocinhas mais chatas e irritantes das novelas. Mimada e egoísta, só conseguiu um pouco da compaixão dos telespectadores depois que descobriu ter leucemia. A doença deixou a personagem mais humana e no ponto certo, uma ótima cartada do autor Manoel Carlos.

lacos_de_familia-reynaldo_gianecchini_carolina_dieckmann
Camila (Globo)

  • MARIA EDUARDA (Gabriela Duarte) – Por Amor

Maria Eduarda é a mais clássica protagonista que tirou a paciência do público nas tramas. Até o tom da personagem irritava, ainda mais em seus embates com a vilã Laura (Vivianne Pasmanter). E foi tanta rejeição que criaram até o site ”Eu Odeio a Eduarda”, em uma época em que a internet ainda nem era popular por aqui. É, não adianta, quando as pessoas pegam birra, é difícil contornar a situação…

eduarda por amor
Maria Eduarda (Globo)

Você lembra de outra mocinha/personagem chata das novelas? Comente! 🙂

Assuntos relacionados: