Publicidade

Nova versão de Rubi estreia em alta nos Estados Unidos

No Brasil, versão de 2004 já foi exibida cinco vezes

Camila Sodi como Rubi (Divulgação / Televisa)
Publicidade

Depois das novas versões de A Usurpadora e Ambição (Cuna de Lobos), na última terça-feira (21), foi a vez do remake de Rubi, clássico da teledramaturgia mexicana, da Televisa, exibido no Brasil quatro vezes pelo SBT e uma pelo canal TLN Networks, estrear na Univision, emissora latina voltada ao público hispânico nos Estados Unidos.

A novela, em formato de série, será exibida primeiramente na terra do tio Sam e faz parte do projeto Fábrica de Sonhos, que recria sucessos em formato curto. A estreia da trama, que conta a história de uma moça pobre e ambiciosa disposta a usar sua beleza para se tornar rica, teve uma média geral de 1,7 milhão de telespectadores totais, permitindo ao canal que se aproximasse de líderes no horário, como ABC e NBC, tradicionais emissoras estadunidenses.

Ainda segundo dados da Nielsen, empresa responsável pela medição de audiência, a novela, protagonizada por Camila Sodí, sobrinha da cantora Thalia, e José Ron, chegou a picos de três milhões de telespectadores.

Continua depois da publicidade

A história de Yolanda Vargas Dulché, com adaptação e criação de Leonardo Padrón e produção artística de Carlos Bardasano, rendeu à Univision sua melhor estreia na faixa das 22h desde A Terra Prometida, em agosto de 2017, considerando o público menor de 50 anos.

Entre aqueles que possuem entre 18 e 34 anos, a estreia foi a melhor, no horário, desde o início de Amar a Muerte, em outubro de 2018. Além disso, o episódio inicial superou a sétima temporada de El Señor de los Cielos, novela exibida atualmente pela Telemundo, principal concorrente da emissora.

Produzida originalmente em 1968, a nova versão contará com 25 capítulos, bem menos que os 115 da produção de José Alberto Castro, em 2004, que chegou aos dois dígitos em sua primeira exibição, no SBT, em 2005. A última reprise do sucesso foi em 2017, substituindo a 6ª reprise de A Usurpadora e antecedendo a reprise de No Limite da Paixão.

Publicidade
© 2020 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade