Caldeirão do Huck recebe dupla de Brumadinho no The Wall

Dupla perdeu o gás para projeto após acidente em 2019

Markin com a filha, Sarah: os dois são de Brumadinho (MG) e encaram o desafio do 'The Wall' — Foto: Reprodução/TV Globo
Publicidade

Neste sábado (25), o The Wall, competição do Caldeirão do Huck, vai receber Markin Pinta e Sarah, pai e filha que foram vítimas da tragédia de Brumadinho (MG), que está completando um ano.

Na ocasião, a dupla tentava organizar um projeto de construir o primeiro parquinho ecológico da cidade. Com o ocorrido, o sonho foi abandonado e agora eles buscam a realização do projeto, tentando encarar a disputa da atração.

“A gente estava indo bem, mas veio a tragédia. Meu chão caiu. Perdi mais de 100 amigos que acreditavam no parquinho, que estavam acompanhando, estavam torcendo pra coisa dar certo. Aí, desisti do parquinho, de Brumadinho, do sonho. Não tinha força pra dar continuidade”, contará Markin, emocionado, no seu depoimento para o quadro.

Ele vai explicar que foi um encontro casual com duas crianças que o fez mudar de ideia e voltar a se dedicar ao sonho. “Eu consegui erguer as forças pra poder continuar. Eu precisava de algo que criasse novas memórias para as crianças de Brumadinho, para a cidade em si.”

Os mineiros estimam em R$ 150 mil o valor necessário pra finalizar o parquinho. No The Wall, eles podem levar até R$ 1,7 milhão, mas também podem sair sem nada. O Caldeirão vai ao ar neste sábado a partir das 15h45min, na TV Globo.

Publicidade