Criticada por cobertura em 2019, Record TV vai transmitir Pan-Americano em 2023

Publicado há um ano
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Criticada pela cobertura que está fazendo dos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, a Record TV já tem garantida a transmissão da próxima edição do torneio mais importante do esporte olímpico das Américas. A emissora assinou, no ano passado, um acordo para transmitir o Pan de 2023, previsto para ocorrer no Chile.

O acordo também dá exclusividade de negociação de licenciamento para TV por assinatura e também garante a exclusividade do evento na internet e redes sociais. Até o momento, é o último evento esportivo que a Record TV tem adquirido para os próximos anos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A emissora optou por não comprar os direitos de transmissão das Olimpíadas de Tóquio em 2020 por conta do horário da maioria dos Jogos. Por conta do fuso horário, as competições vão ao ar de madrugada. Nessa faixa, a Igreja Universal do Reino de Deus exibe seus programas, que rendem muito dinheiro para a emissora.

A cobertura do Pan de Lima da Record TV está sendo criticada pela falta de horários na programação e pela falta de prioridade para eventos ao vivo. Nos primeiros dias, foram exibidos muitos VTs de ginástica, em detrimento por exemplo a exibição da medalha de ouro do Handebol feminino.

Contudo, a emissora paulista argumentou que os eventos poderiam ser vistos pela Record News, canal de notícias que não tem tanto alcance quanto a Record TV. Isso sem contar o PlayPlus, plataforma on demand e de streaming que pertencente ao Grupo Record.

Segundo a emissora, somando todos as plataformas, foram atingidas mais de 95 milhões de pessoas em todo o Brasil com o Pan-Americano de Lima. Os números são altos, mas nas redes sociais, a repercussão também foi muito aquém do que se esperava.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais