Verdades Secretas 2 é adiada após mudança na fila de autores da faixa das 21h

Publicado há 2 anos
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na semana passada, foi revelado que Walcyr Carrasco voltará ao horário nobre da TV Globo no primeiro semestre de 2019, lançando um folhetim que substituirá O Sétimo Guardião, enredo de Aguinaldo Silva que estreia em novembro deste ano.

Leia: Sequência de Verdades Secretas não é uma boa ideia

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Por causa disso, o projeto do novelista de escrever a continuação de Verdades Secretas teve que ser adiado para 2020, informou a colunista Patrícia Kogut. André Felipe Binder, diretor artístico da platinada, já vinha sondando alguns atores para a produção.

Saiba mais: Walcyr Carrasco fala sobre críticas feitas contra O Outro Lado do Paraíso: “Escrevo a novela primeiro para mim”

A saber, em entrevista ao TV Fama, Marieta Severo, que viveu a vilã Fanny da atração, reagiu positivamente ao ser questionada sobre se aceitaria voltar a interpretar a personagem. “Foi um sucesso enorme, muito bem realizada, artisticamente de alto nível. Então ficou aquele gosto bom”, disse a atriz.

“Os críticos de TV não entenderam que O Outro Lado do Paraíso retomou uma estrutura antiga”, afirma Walcyr Carrasco

Walcyr Carrasco, autor da trama de O Outro Lado do Paraíso, declarou que o sucesso da produção se deve ao elenco, direção e à estrutura do folhetim, que foi dirigido por Mauro Mendonça Filho.

“Os críticos e analistas de TV não entenderam que O Outro Lado do Paraíso retomou uma estrutura antiga, um melodrama tradicional, sem vergonha de ser, como há muito tempo não era feito. Tanto que foi declaradamente inspirada em O Conde de Montecristo, de Alexandre Dumas, um clássico, escrito inicialmente de forma folhetinesca”, declarou o escritor ao Gshow.

O autor destacou que temas modernos fizeram parte da produção. “Como violência à mulher e abuso sexual. Mas sempre dentro de uma estrutura ágil, rápida, como exige o folhetim. Os acontecimentos se sucederam, inclusive com situações declaradamente fantasiosas. Alguns críticos não entenderam isso, pois procuraram realismo em uma novela que nunca quis ser realista”, analisou o profissional.

O artista ainda elogiou alguns nomes do elenco. “Fernanda Montenegro, despida de qualquer vaidade, Marieta Severo que entrou fundo na personagem, Lima Duarte, Bianca Bin, Sergio Guizé, Rafael Cardoso e Thiago Fragoso. Todos eles são atores maravilhosos. Mas quero destacar também dois trabalhos incríveis: o do ator português Pedro Carvalho, que fez um cego perfeito, e de Bruno Montaleone, que entrou no último terço da novela e ganhou espaço. Será sem dúvida um protagonista”, concluiu, enfim, Carrasco.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio