William Bonner revela mania estranha no Jornal Nacional e brinca: “Vou tratar isso”

Publicado há 2 anos
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na edição desta quinta-feira (19) do Jornal Nacional, após o noticiário exibir uma reportagem sobre a proibição de canudos de plástico no Rio de Janeiro, William Bonner resolveu conversar sobre o assunto com Maju Coutinho.

Leia: Fátima Bernardes volta para bancada e relembra época do Jornal Nacional

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“A gente passou a usar canudo pra tudo, né, Maju? Outro dia fui a uma cafeteria e pedi um café com gelo. Eu tenho essa mania maluca. Um dia vou tratar isso no médico”, revelou o âncora da produção.

Veja: Patrícia Poeta relembra fake news envolvendo Galvão Bueno na época que comandava o Jornal Nacional

O profissional aproveitou para contar uma situação inusitada que viveu. “Eu vim com o copo, o cara colocou o canudinho e eu falei: ‘mas precisa do canudinho?’. Ele falou, ‘não tem jeito, esse copo precisa do canudinho’. Eu saí da cafeteria escondendo o canudinho com medo de alguém me agredir no meio da rua”, brincou Bonner.

William Bonner é questionado sobre separação em programa de TV

No último dia 17 de junho, William Bonner participou do Zona Mista, programa do SporTV, e foi surpreendido com uma pergunta sobre separação. “Tem uma pergunta que eu não posso deixar de fazer, cara”, declarou Maurício Meirelles, um dos apresentadores do formato. “Então faz, cara”, afirmou Bonner. “É um tema delicado. É jornalismo, você sabe disso. Nós homens já passamos por isso”, avaliou o humorista. “Jornalista não escolhe… Cara, o que tem que perguntar, pergunta!”, insistiu William.

“É sobre separação. O Brasil quer saber. Como foi se separar do São Paulo, que é seu time, e vir morar no Rio de Janeiro, longe do Morumbi?”, indagou o humorista. “Cara, eu te digo o seguinte. A separação, o afastamento, não termina nem com o carinho, nem com o respeito. Isso é pra vida toda. Então minha relação com o São Paulo vai permanecer para a vida toda. É claro. Mesmo com carinho”, garantiu o jornalista.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio