Os 30 anos de Tarcísio e Glória, série quinzenal com o “Casal 20” da nossa televisão

Publicado há 3 anos
Por Fábio Costa
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em 1988, Tarcísio Meira e Glória Menezes se uniram à Rede Globo numa iniciativa na qual eles produziam e estrelavam uma série que ia ao ar quinzenalmente no horário nobre das quintas-feiras, logo depois da novela das 20h (hoje 21h) da emissora, e que, como não poderia deixar de ser, levava o nome-marca incontestável: Tarcísio e Glória. Sócios da emissora na empreitada, eles negociavam patrocínios, ações de merchandising e tinham participação em todos os lucros auferidos com a série, inclusive vendas para exibição no exterior.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Bruno Lazzarini (Tarcísio Meira) é um corrupto empresário viúvo, que embora tenha uma empresa de importação e exportação aplica golpes aqui e ali. A vida de Bruno começa a mudar quando ele conhece a misteriosa e atraente cientista Ava Becker (Glória Menezes), extraterrestre que vem à Terra para avaliar a possibilidade de serem usados espermatozoides dos terráqueos para que em seu planeta, Aurora, a reprodução possa continuar, uma vez que lá só existem mulheres.

Sandra Annenberg como Júlia em Tarcísio e Glória (Reprodução)

Bruno é pai da bela Júlia (Sandra Annenberg), com quem mora em sua mansão ao lado da governanta Neném (Zilka Salaberry) e sua neta Mariana (Natália Lage), afilhada do empresário. Depois que os dois se conhecem numa estrada e Ava passa mal ao sofrer um acidente com sua nave espacial, Bruno leva a extraterrestre para casa e ela passa a conviver com sua família enquanto aprende cada vez mais sobre os habitantes da Terra e a relação homem-mulher. Outros personagens fixos da série eram Oscar (Ricardo Blat), o assessor; e o deputado (Lutero Luiz) amigo do charmoso negociante; além de Ida Gomes como Yla, a autoridade do planeta Aurora com a qual Ava conversava por telepatia.

A série foi exibida de 28 de abril a 1º de dezembro de 1988, e na direção estiveram Roberto Talma, José Carlos Pieri, Jorge Fernando e até o próprio Tarcísio Meira. A equipe de criação era composta por Daniel Filho, Antonio Calmon e Euclydes Marinho, e os textos foram assinados, além de Calmon e Euclydes, também por Denise Bandeira, Antonio Carlos da Fontoura, Daniel Más e Leopoldo Serran, entre outros.

Entre os convidados dos 18 episódios estiveram Mário Lago, Tony Ramos, Carlos Vereza, Cecil Thiré, Vera Fischer, Dionísio Azevedo, Elisabeth Hartman, Fúlvio Stefanini, Marieta Severo, Nelson Dantas, Tonico Pereira, Cláudia Alencar, Domingos de Oliveira e Tarcísio Filho. O tema de abertura era a divertida e ao mesmo tempo crítica “Alô Alô Marciano”, de Rita Lee em interpretação de Elis Regina, reaproveitada 18 anos depois na abertura da novela Cobras & Lagartos, de João Emanuel Carneiro. O Canal Viva exibiu uma reprise de Tarcísio e Glória em 2012. Vale a pena uma nova!

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio