Avenida Perú: Há cinco anos terminava a maior cópia descarada da história das novelas

Publicado há 2 anos
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Como todos sabem, Avenida Brasil é a novela mais exportada na história da teledramaturgia brasileira. Ao total já somam mais de 150 países com os direitos licenciados de exibição da produção da Rede Globo. Porém, nem todos quiseram obter os direitos deste fenômeno e preferiram piratear a obra. O Peru é o maior exemplo disso. Menos de um ano após o fim de Avenida Brasil por aqui e vendo a sua explosão mundial, o produtor peruano Michel Gómez do canal ATV iniciou a produção da novela que salvaria a pátria do canal, Avenida Perú. Mas engana-se quem pensa que a emissora local havia adquirido os direitos da trama de João Emanuel Carneiro. A ATV colocou no ar uma novela esteticamente idêntica a Avenida Brasil, e não foi preciso nem esperarem a estreia para que os telespectadores e internautas logo percebessem a semelhança descarada.

Veja também: Senhor dos Céus na Band resgata famosa atriz de um grande sucesso da RedeTV!

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Além do título, várias outras partes de Avenida Brasil foram pirateadas: Logo, abertura e música são um dos exemplos. A história peruana foi o único ponto não copiado. Na trama do canal ATV um jovem é obrigado a fugir de seu estado após ser acusado de um grande roubo. Ele tenta reconstruir sua vida e encontrar evidências suficientes para provar sua inocência. Na capital ele sofre nas mãos da madrinha que vive com um rapaz bem mais jovem que ela. O jovem ainda é salvo da morte por uma linda moça por quem se apaixona.

Gerardo Zamora e Gabriela Gastelumendi protagonizaram Avenida Perú (Divulgação)

Leia Mais: O Clone é relembrada por imprensa Peruana e Giovanna Antonelli vira destaque

Avenida Perú foi duramente criticada e rejeitada pelos telespectadores do canal, tanto que a trama durou menos que as demais novelas produzidas pela emissora. Para Efraín Aguilar, famoso produtor do canal, assim como pode existir Avenida Brasil, pode haver Avenida Perú, Avenida México ou Avenida Argentina, conta ele ao site Perú.com, “Muito inteligente, Michel Gómez (produtor da novela) é um profissional de marketing. É apenas uma competição, não é uma luta”, afirmou Efraín.

+ OBSERVATÓRIO DA TELEVISÃO

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais