Amor à Vida chega ao fim em Cuba exibindo o primeiro beijo gay em uma novela e é ovacionada “Bom gosto e sensibilidade”

Publicado há 2 anos
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A trama de Félix escrita por Walcyr Carrasco chegou ao seu fim este mês em Cuba, pela Cubavísion sendo um enorme sucesso. De acordo com site Portal da TV Cubana, a cena final de Rastros de Mentiras pode ser o suficiente para compensar algumas inconsistências na história.

Veja também:  Senhor dos Céus na Band resgata famosa atriz de um grande sucesso da RedeTV!

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A imagem do vilão – que virou herói- Felix, e seu pai, César, reconciliando-se à beira-mar (em uma evocação clara da famosa cena final de Morte em Veneza , Visconti), é um registro com bom gosto e sensibilidade, disse o escritor Yuris Norido.

Leia Mais: Avenida Perú: Há cinco anos terminava a maior cópia descarada da história das novelas

O crítico disse ainda que algumas das cenas pareciam apressadas e incompletas. Amor à Vida foi um grande marco para o público cubano. O mais significativo: o beijo entre Felix e Niko, o primeiro entre dois homens em uma novela transmitida em Cuba.

Havia medo de que a televisão cubana decidisse censurar (levando em conta a longa história de pressão em cenas “conflitantes” em séries de TV estrangeiras); mas os tempos parecem ser outros, o bom senso prevaleceu. E, até onde se sabe, ninguém ficou ofendido ou exigiu retratação da emissora. O site ainda disse que o segredo do sucesso da novela foi a simpatia dos personagens, que cativou muitos dos espectadores. O beijo foi o final natural dessa história de amor.  “Por mais que o escritor tenha situações forçadas, outras eram perfeitamente defendidas pelos diálogos e pela maneira como os atores os assumiam”, ressalta Yuris.

+ OBSERVATÓRIO DA TELEVISÃO

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais