Sérgio Marone ameniza críticas feitas por Apocalipse detonar Igreja Católica: “É ficção”

Publicado há 3 anos
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Um dos protagonistas de Apocalipse, nova novela bíblica da RecordTV, o ator Sérgio Marone comentou no Twitter nesta sexta-feira (1) as críticas que Apocalipse está sofrendo por, supostamente, criticar a Igreja Católica.

Recentemente, homens vestidos com trajes semelhantes aos usados por padres da igreja católica aparecem celebrando algo parecido com uma missa.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja mais: Apocalipse é acusada de demonizar a igreja católica e causa nas redes sociais

“Minha realização mais astuta. São quase 1.700 anos espalhando trevas pelo mundo”, afirma o Anticristo (Sergio Marone), narrador das sequências.

“Mas, é claro, tudo muito bem elaborado para parecer divino. Ah, o engano é minha especialidade”, completou na locução.

O próprio Marone respondeu e disse que tudo não passava de ficção, e que não existe essa historia de cutucar alguma Igreja ou religião contrária ao que acredita a Igreja Universal do Reino de Deus, da qual Edir Macedo, dono da RecordTV, é líder.

“E ainda tem gente criticando a Sagrada Luz, uma das igrejas da novela, que buscou algumas referências na Igreja católica (em termos de visual como figurino e tal), por ser uma das mais poderosas, apenas. Mas isso é ficção gente”, afirmou o ator.

Apocalipse tem marcado médias entre 9 e 11 pontos de Ibope na Grande São Paulo, abaixo do que a emissora está esperando neste momento. A novela vai ao ar diariamente, às 20h30.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio