Cid Moreira revela ter pesadelos com o Jornal Nacional: “Sonho que o texto apagou”

Publicado há 4 anos
Por Endrigo Annyston
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Programa Amaury Jr. da última quarta-feira (2) trouxe uma entrevista com Cid Moreira. Aos 89 anos, o jornalista relembrou os principais momentos ao longo dos 70 anos de carreira e fez uma revelação curiosa a Amaury Jr. “Não gostava da minha voz. Um dia ela estava bem, no outro não estava, mas agora tenho absoluto controle dela”, contou ele, que aposta no gengibre como segredo para manter sua inconfundível marca registrada. “Deixa a voz calibrada, virou mania”.

À frente do Jornal Nacional durante 27 anos – o que lhe rendeu um recorde mundial – Cid Moreira confessou que ainda sonha com o telejornal. “Até hoje eu tenho pesadelo. Sonho que o texto [do teleprompter] apagou. Sofro com isso até hoje”, divertiu-se, recordando também o episódio em que apresentou a atração de bermuda.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Questionado por Amaury a respeito da informalidade utilizada no Jornal Nacional atualmente, o locutor defendeu a novidade, desde que praticada com moderação. “Tudo em excesso não é bom. Eu gostaria de estar vivendo essa época [do JN], porque gosto de levar tudo na brincadeira. Isso descontrai, é meu jeito de ser”, finalizou.

Você tem curiosidade em saber por qual motivo você seria notícia no Jornal Nacional? Entre na brincadeira, CLIQUE AQUI e participe!

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais