Publicidade

Filhos da Pátria retorna nesta terça com encontros e surpresas

Nova temporada traz família Bulhosa em outra época

Publicidade

A partir desta terça-feira (8), Filhos da Pátria retorna para as noites da TV Globo em uma nova temporada. A nova história se passa a partir de outubro de 1930, onde as tropas de Getúlio Vargas prometem pôr fim à política do café com leite. Dependente da exportação do grão, a economia brasileira está em frangalhos e a sociedade civil espera por mudanças.

Enquanto isso, na casa dos Bulhosa, Maria Teresa (Fernanda Torres) só consegue pensar no retorno da filha Catarina (Lara Tremouroux), após uma temporada de estudos em São Paulo, e no jantar de recepção que fará para receber a caçula — e, claro, que tem o objetivo também de impressionar a irmã Leonor (Leticia Isnard) e seu marido rico, Amauri (Marcelo Mansfield). Geraldinho (Johnny Massaro), por sua vez, só quer uma nova desculpa para faltar a escola, e Geraldo (Alexandre Nero) não consegue pensar em nada além da polvorosa que deve estar seu trabalho, no Catete. É na sede da República, aliás, que o funcionário público  ganha uma nova responsabilidade, atribuída a ele por seu superior, Pacheco (Matheus Nachtergaele): organizar o caos e ajudar a queimar o passado para construir um novo Brasil.

Novo Brasil

Em uma saída pelas ruas para definir alguns detalhes do jantar, Maria Teresa fica encantada com os militares e faz planos para que Catarina goste dos homens de Getúlio tanto quanto ela. Jantar pronto, família reunida e, finalmente Geraldo chega. Mas, surpresa! Por conta do tumulto que toma conta da cidade, ele esquece sua principal missão do dia: buscar a filha. Segura e independente, Catarina pega o bonde — para espanto da sociedade da época — e chega em casa. O retorno de Catarina e a Revolução — que Maria Teresa não entende bem o que significa — dão à dona de casa motivos para comemorar, com direito até a brinde de chimarrão, em homenagem ao novo Brasil. Seu novo espírito patriótico choca a família toda. Um acontecimento inesperado, no entanto, faz com que a celebração termine de forma repentina.

Publicidade
© 2020 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade