Publicidade

Caio Blat diz estar curioso para nova Éramos Seis: “Espero que fique bonito”

Ator relembrou que atuou em versão da trama no SBT

Publicidade

O ator Caio Blat, de 39 anos, reúne em seu currículo cerca de quarenta trabalhos televisivos entre novelas, séries e minisséries, no entanto, uma das suas maiores marcas na carreira é Éramos Seis, a versão de 1994 produzida pelo SBT. A trama escrita por Silvio de Abreu e Rubens Ewald Filho e protagonizada por Irene Ravache como dona Lola, ganhou um remake na Globo e está programada para estrear já no mês de setembro.

Caio Blat, que hoje integra o elenco da série Segunda Chamada, onde interpreta um professor de literatura, série agendada para outubro, contou ao Observatório da Televisão durante os intervalos das gravações da nova produção global, sobre o remake de Éramos Seis.

“Eu tenho um carinho enorme! Foi o meu primeiro trabalho na televisão, foi inesquecível, muito marcante naquela época. Todo mundo que viu se emocionou de alguma maneira. Eu acho bonito que estão fazendo, estou curioso, quero ver e espero que fique bonito. Estou torcendo!”, afirmou.

Continua depois da publicidade
Éramos Seis no SBT foi o primeiro trabalho de Caio Blat em novelas (Reprodução: SBT)

Na produção, Caio Blat deu vida ao Carlos, chamado de Carlucho por Lola, sua mãe. Logo após este trabalho, Blat ainda fez outros dois grandes trabalhos na emissora de Silvio Santos, sendo eles: As Pupilas do Senhor Reitor (1994) e Fascinação (1998).

Publicidade
© 2020 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade