Publicidade

Censura, baixa audiência e morte; Conheça as novelas mexicanas que foram tiradas do ar

Publicidade

Diferente do Brasil, quando uma novela mexicana não dá certo ela é simplesmente limada da grade de programação das emissoras sem dó nem piedade. Não importa se o elenco é de primeira ou se a trama é uma super produção, por lá, se a novela não agradar, não tem conversa. As formas são mais radicais de se resolver os problemas. Hoje em dia, nem tanto, porém, há uns quinze anos atrás elas eram simplesmente cortadas, tiradas do ar sem qualquer desfecho na história. Veja alguns exemplos:

Veja também: 12 novelas infantis de sucesso para inspirar a dramaturgia do SBT

Continua depois da publicidade

Atreva-te a Me Esquecer foi uma novela produzida pela Televisa e protagonizada por Jorge Salinas. Durou apenas cinco semanas no ar, com 25 capítulos. A baixa audiência foi o motivo.

O Segredo de Alexandra, esta novela de 1997 foi transmitida pela Televisa, foi censurada devido sua temática pesada para a época, o tráfico de órgãos. Assim como Atreva-te a Me Esquecer, esta novela também durou apenas cinco semanas no ar com 25 capítulos.

Caminhos Cruzados é uma versão mexicana da novela brasileira Vidas Cruzadas. Foi produzida por Herval Rossano em 1995, para a Televisa. Teve apenas 68 capítulos.

A Paloma foi uma novela de 1995 e precisou ser encerrada por conta da morte de sua protagonista. Teve apenas 50 capítulos.

Água e Óleo foi uma novela produzida pela TV Azteca e saiu do ar após ser censurada por conta dos temas políticos.

Amor Cigano é uma novela produzida pela Televisa de 1999 e pela baixa audiência acabou sendo cortada com apenas 55 capítulos.

Morrer Duas Vezes teve 55 capítulos também e saiu do ar por não atingir a audiência esperada.

A Casa na Praia foi uma grande produção que uniu bons nomes, mas, isto não foi o suficiente para manter segurar a audiência da novela. Acabou sendo tirada do ar no capítulo 65.

Luz e Sombra foi o único fracasso de Thalia. Produzida pela Televisa em 1989, a novela saiu do ar antes do esperado.

+ OBSERVATÓRIO DA TELEVISÃO

Publicidade
© 2020 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade