Novela de sucesso entre os jovens, Vamp completa 27 anos

Vlad (Ney Latorraca) e Natasha (Claudia Ohana) em Vamp
Publicidade

Em 15 de julho de 1991, a Rede Globo estreou uma novela de grande sucesso entre os jovens: Vamp, de Antonio Calmon. Hit da década, era a história dos habitantes de Armação dos Anjos, no litoral fluminense. E da relação deles com um grupo de vampiros que assola a cidade.

A famosa roqueira Natasha (Cláudia Ohana) conquistou dinheiro e sucesso graças a um pacto feito com o vampiro Vladimir Polanski (Ney Latorraca). No entanto, quando a história começa ela deseja se livrar desse elo que existe entre eles. E apenas a Cruz de São Sebastião, que está em algum lugar de Armação, pode ajudá-la. Uma vez que com ela poderá destruir Vlad.

Continua depois da publicidade
Cláudia Ohana como Natasha em Vamp (Divulgação)
Cláudia Ohana como Natasha em Vamp (Divulgação)

Uma figura de destaque em Armação dos Anjos é o capitão reformado da Marinha, Jonas (Reginaldo Faria). Viúvo com seis filhos, cujo mais velho é Lipe (Fábio Assunção). Jonas vive com os filhos e a sogra Virgínia (Cleyde Yaconis) numa pousada que administra. Ele se apaixona pela pesquisadora Carmen Maura (Joana Fomm), que também é viúva e tem igualmente seis filhos. Os dois se casam e vão viver juntos formando uma nova grande família.

Mas a harmonia dessa família imensa é prejudicada pela presença de Natasha e de Vlad. Conforme as informações que tem, a cantora acredita que é um homem chamado Rocha que poderá ajudá-la a encontrar a Cruz. A saber, Rocha é justamente Jonas, que numa vida passada disputou-a com Vlad. Natasha se envolve com Lipe, mas também sente atração por Jonas, devido a esse romance do passado.

Joana Fomm e Reginaldo Faria como Carmen Maura e Jonas em Vamp (Divulgação/TV Globo)
Joana Fomm e Reginaldo Faria como Carmen Maura e Jonas em Vamp (Divulgação/TV Globo)

O “Padre Garotão” de Vamp

Nuno Leal Maia interpretou um personagem bastante lembrado pelo público da novela. Jurandir é um bandido que vai parar na cidade enquanto foge de outro bandido, bastante perigoso, cuja casa assaltara. Trata-se de Arlindo Cachorrão (Paulo Gracindo). Por consequência, Jurandir assume a identidade de Padre Estêvão (Marcus Alvisi) e ganha o apelido de “Padre Garotão” por seu contato amistoso com os jovens. A presença de Marina (Vera Zimmermann), a namorada apresentada como irmã, é um dos obstáculos que Jurandir tem em sua empreitada.

Posto que a história usava de música, vampirismo e bastante suspense para contar os dramas próprios da juventude, diversos atores do elenco eram jovens ou tinham identificação com esse público. Era o caso, por exemplo, de Guilherme Leme, Evandro Mesquita e Marcos Frota, entre outros.

A direção geral era de Jorge Fernando, que vinha de seguidos êxitos às 19h. Além dele, também dirigiram a novela Fábio Sabag e Carlos Manga Júnior. Colaboraram com Calmon no texto de Vamp: Vinícius Vianna, Lilian Garcia e Tiago Santiago. Este colaboraria em outras novelas e estrearia como autor titular em 2004 com A Escrava Isaura, na Record TV.

No Dia Mundial do Rock, relembre roqueiros da teledramaturgia

Os jovens de Vamp

A "grande família" de Vamp (Divulgação/TV Globo)
A “grande família” de Vamp (Divulgação/TV Globo)

Em sua segunda novela, Fábio Assunção tornou-se ídolo teen como o Lipe de Vamp. Seus irmãos na novela eram Pedro Vasconcelos (João), Henrique Farias (Nando), Luciana Vendramini (Jade), Fernanda Rodrigues (Isa) e José Paulo Júnior (Tico).

Já os filhos de Carmen Maura eram Lena (Daniela Camargo), Scarlett (Bel Kutner), Dorothy (Carol Machado), Leon (Rodrigo Penna), Rubinho (Aleph Del Moral) e Sig (João Rebello).

Em nova série, Ney Latorraca traz de volta papel de vampiro que fez nos anos 90

A família Matoso

Um núcleo a ser destacado em Vamp é o da família Matoso. O líder do clã (Otávio Augusto) é muito rico, porém não tem nenhum caráter. Sua mulher Mary (Patrícia Travassos) é uma perua apaixonada pelo cunhado, Jonas. Os dois filhos, Matosão (Flávio Silvino) e Matosinho (André Gonçalves), são bad boys locais. Todos acabam transformados em vampiros e integrados na batalha do bem contra o mal da novela.

Reprises de Vamp

A novela Vamp foi reapresentada pela Globo a partir de janeiro de 1993, à tarde. Com a finalidade de aproveitar o apelo jovem da história e o período de férias. O horário era o das 16h15min, em substituição aos enlatados da Sessão Aventura. E não como atração da sessão.

Para finalizar, entre abril e dezembro de 2011, Vamp foi reprisada pelo Canal Viva, às 15h30. Hoje esse horário equivale ao das 14h30.

Publicidade
© 2021 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade