Um Anjo Caiu do Céu estreava há 17 anos

João Medeiros (Tarcísio Meira) e Rafael (Caio Blat) em Um Anjo Caiu do Céu
Publicidade

Sumido do horário das sete há quase dez anos, desde Três Irmãs, o novelista Antonio Calmon já foi figurinha carimbada do horário, e estreava, no dia 22 de janeiro de 2001, mais uma comédia romântica. Em Um Anjo Caiu do Céu, o autor e o diretor Dennis Carvalho reuniram um ótimo elenco para contar a simpática história de um homem que contava com a ajuda de um anjo para reparar os erros de sua vida.

Um Anjo Caiu do Céu começava em Praga, na República Tcheca, quando o fotógrafo João Medeiros (Tarcísio Meira) tira, sem querer, a foto de um líder neonazista. Assim, ele passa a ser perseguido e é vítima de um atentado. No pós-vida, João é resgatado pelo anjo Rafael (Caio Blat), que faz um acordo com ele: o fotógrafo terá mais seis meses de vida, para que possa reparar os muitos erros que cometeu durante a vida, e que respingaram em todos de sua família.

Assim, João retorna ao Brasil disposto a ajudar suas três filhas. A mais velha é Duda (Patrícia Pillar), uma mulher triste que sofre de transtorno obsessivo-compulsivo desde que seu filho mais velho, Kiko (Jonatas Faro), desapareceu. A filha do meio é Virgínia (Deborah Evelyn), uma competente estilista, mas que guarda grande mágoa do pai pelo problema na perna causado por um acidente que sofreu na adolescência, e que acabou com sua carreira de bailarina. As duas são filhas de Naná (Renata Sorrah), ex-mulher de João, e que ele fez sofrer muito no tempo em que eram casados, já que ele era infiel e negligente. Agora, Naná está casada com Tarso (José Wilker), que aproveita da boa vida proporcionada pela mulher.

Continua depois da publicidade

A filha caçula de João é Cuca (Débora Falabella), fruto de um caso que ele teve com a própria cunhada, a perua Laila de Montaltino (Christiane Torloni). Quando descobre que é filha de João, Cuca foge de casa e corta os cabelos, fingindo ser um menino, e acaba sendo ajudada pelo piloto aeronáutico Breno (Henri Castelli). Rafael, que acompanha João em sua nova missão de vida, acaba se apaixonando pela jovem, passando a questionar sua condição de anjo.

João, então, tenta ajudar toda a família. Ele passa a ajudar Duda a encontrar Kiko, ao mesmo tempo em que tenta se reaproximar de Virgínia e Cuca. João também tenta transformar Tarso num bom marido para Naná, mas sofre por ainda ser apaixonado pela ex-mulher. Enquanto isso, terá que enfrentar as loucuras de Laila, que sempre teve inveja da irmã e nutria uma paixão pelo fotógrafo. Além disso tudo, João ainda precisa lidar com Lenya (Chris Couto), membro do movimento neonazista que tem a missão de liquidá-lo.

Um Anjo Caiu do Céu conseguia unir com muita graça o romance e a fantasia, tornando-se uma comédia romântica bem leve e divertida. Para concebê-la, o autor se inspirou nos filmes A Felicidade Não se Compra (1946) e Do Mundo Nada se Leva (1938), ambos de Frank Capra, e Nas Profundezas do Mar sem Fim (Ulu Grosbard, 1999). A trama tinha ainda a moda como pano de fundo, pois Laila comandava uma faculdade de moda, onde estudavam jovens “descolados”, como Carol (Mariana Hein), Jô (Janaína Lince), Dé (Rodrigo Edelstein), Nando (Gustavo Melo) e Alice (Débora Lamm).

No “núcleo da moda”, se destacava a história de Paulinho (Cassio Gabus Mendes), um homem que se faz passar por um estilista famoso, Telmo de Windsor, para dar um golpe. Mas ele se apaixona verdadeiramente por Virgínia e coloca seu disfarce em risco, já que finge ser gay. O personagem era uma homenagem de Antonio Calmon ao novelista Cassiano Gabus Mendes, pois repetia a situação de um estilista que fingia ser gay, mas amava as mulheres, vista em Ti Ti Ti. A escalação de Cassio Gabus para vivê-lo fazia parte da homenagem.

Um Anjo Caiu do Céu chamou a atenção já no primeiro capítulo, com a grandiosa cena do atentado que matou João Medeiros, seguido de seu resgate pelo anjo Rafael. A sequência contou com muitos efeitos especiais e apoio da empresa americana Special Effetcs Unlimited.

A trama ainda contou com muitas participações especiais, algumas inusitadas. A apresentadora Angélica apareceu como a “anjinha” Angelina, responsável por aconselhar João num momento em que o fotógrafo encarou um “castigo” no céu, por ter falhado em sua missão de ajudar a família. A participação foi tão bem-sucedida que acabou estendida: a princípio, Angelina apareceria apenas enquanto João passava um tempo “de molho”, mas a anjinha retornou mais adiante, descendo à Terra e formando uma dupla com Rafael para ajudar João. Quem também apareceu na novela foi o cantor Supla, meses antes de participar da primeira edição de Casa dos Artistas. Supla encarnava Alex de Leon.

Um Anjo Caiu do Céu também contou com vários atores oriundos de Chiquititas, novela infantil do SBT que havia terminado pouquíssimo tempo antes. Débora Falabella, a Estrela; Jonatas Faro, o Samuca; Thiago Oliveira, o Thiaguinho; e Stephany Brito, a Hannelore, estreavam na Globo na trama das sete após brilharem na novela do SBT.

Com 185 capítulos, Um Anjo Caiu do Céu foi escrita por Antonio Calmon, Eliane Garcia, Lilian Garcia, Márcia Prates, Maria Helena Nascimento e Álvaro Ramos, com direção de Amora Mautner, direção geral de Dennis Carvalho e José Luiz Vilamarin, e direção de núcleo de Dennis Carvalho.

Leia também:

Caminho das Índias estreava há nove anos

Reveja a abertura de Um Anjo Caiu do Céu:

Publicidade
© 2021 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade