Há 19 anos, Band lançava terceira versão de Meu Pé de Laranja Lima

Zezé (Caio Romei) e Minguinho em Meu Pé de Laranja Lima
Publicidade

No dia 07 de dezembro de 1998, a Band estreava a novela infantil Meu Pé de Laranja Lima. Baseada no romance homônimo de José Mauro de Vasconcellos, a trama era a terceira adaptação da obra para a televisão, que havia sido escrita anteriormente por Ivani Ribeiro com sucesso para a Tupi (em 1970) e na própria Bandeirantes (em 1980). Esta versão de 1998 era assinada por Ana Maria Moretszohn.

Meu Pé de Laranja Lima contava a história de Zezé (Caio Romei), um menino pobre de seis anos de idade. Inteligente, mas muito carente, o menino é bastante travesso, o que faz com que as pessoas não tenham muita paciência com ele. Sozinho, ele vai descobrindo as dores e as delícias da vida, criando seu próprio mundo de imaginação.

Um dia, sua família se muda para uma nova casa, cujo quintal enorme era cheio de árvores. Então, cada um de seus irmãos escolhe uma árvore para si, e a Zezé sobra um pé de laranja lima. O garoto e a árvore, então, desenvolvem uma grande amizade. Zezé dá a ela o nome de Minguinho, e a árvore passa a ser sua confidente. Em sua nova vizinhança, Zezé também conhece e se torna amigo de Manuel Valadares (Gianfrancesco Guarnieri), o Portuga, um solitário português. Juntos, os dois descobrem o carinho e a ternura.

Continua depois da publicidade

Esta terceira versão de Meu Pé de Laranja Lima estreou num contexto em que a Band vinha tentando emplacar produções próprias de teledramaturgia. A trama infantil sucedeu Serras Azuis, também de Ana Maria Moretszohn, que deu início a esta fase de produção de novelas da emissora. Antes disso, o canal vinha exibindo novelas com certa regularidade, mas todas elas eram produções independentes, como A Idade da Loba, O Campeão e Perdidos de Amor.

Como Serras Azuis não correspondeu às expectativas da emissora, a Band mudou de estratégia e resolveu apostar numa novela de apelo infantil. Na época, o SBT fazia sucesso com a primeira versão de Chiquititas, enquanto a Globo também apostava no segmento, com a trama das seis Era Uma Vez…. Por conta disso, a Band resolveu apostar novamente na obra de José Mauro de Vasconcellos, que fez muito sucesso na emissora em sua versão anterior, em 1980. No entanto, desta vez, o sucesso não se repetiu, e Meu Pé de Laranja Lima passou em brancas nuvens.

A trama teve a participação de vários veteranos da telinha, como Gianfrancesco Guarnieri que, mais uma vez, encarnou o papel do vovô gente boa, remetendo à excelente série Mundo da Lua, da TV Cultura. Também participaram da obra Eliana Gutmann (a Madre Superiora de Carinha de Anjo), que vivia Estefânia, a mãe de Zezé; e Genézio de Barros, que era Paulo, pai do garoto. Outros nomes conhecidos que passaram pela produção foram Karla Muga (como Godóia, irmã de Zezé), Lu Grimaldi (Donana) e Leonardo Medeiros (Demétrio).

Meu Pé de Laranja Lima também trouxe nomes que, até então, eram desconhecidos, mas que hoje são estrelas das novelas brasileiras. Regiane Alves fazia aqui sua segunda novela, depois de estrear em Fascinação do SBT, vivendo Lili, irmã de Zezé. Logo depois desta trama, a atriz se transferiria para a Globo, onde estreou na minissérie A Muralha e, atualmente, participa da série Cidade Proibida. Outro nome que vingaria no canal carioca anos depois é Rodrigo Lombardi, que estreou em novelas em Meu Pé de Laranja Lima, como o galã Henrique. O ator, depois deste trabalho, teve passagens pelo SBT e Record, até estrear na Globo em 2005, como o Zoltar em Bang Bang. Outro estreante era o atual galã da Record Fernando Pavão, que aqui vivia Raul. Atualmente, o ator está no elenco de Apocalipse.

Escrita por Ana Maria Moretzsohn, Maria Cláudia Oliveira, Dayse Chaves, Izabel de Oliveira e Vera Villar, com direção de Antônio Moura Matos e Henrique Martins, direção-geral de Henrique Martins e direção de núcleo de Del Rangel, Meu Pé de Laranja Lima teve 101 capítulos. Com o fracasso da trama, a emissora desistiu de produzir novelas e passou a apostar em séries, lançando A Guerra dos Pintos e Santo de Casa no ano seguinte. O canal só voltaria a apostar em novelas com Floribella, em 2005, esta sim um sucesso.

A novela foi reprisada no canal de TV a cabo Foxlife, de janeiro a setembro de 2006, de segunda a sexta-feira, às 7 e às 13 horas. Também foi reprisada em 2010, pela emissora gaúcha Ulbra TV, que firmou uma parceria com a Band; pela emissora cearense TV Diário, em 2011; e pela Rede Vida, no ano de 2013.

Leia também:

Há 40 anos, estreava a primeira versão de O Astro

Veja cena com os então “novatos” Regiane Alves e Rodrigo Lombardi em Meu Pé de Laranja Lima:

Publicidade
© 2021 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade