Há oito anos, Record lançava primeira versão do Geraldo Brasil

Geraldo Luís na versão 2009 do Geraldo Brasil
Publicidade

Hoje título de um programa que requenta matérias do Domingo Show e exibido como tapa-buracos na linha de shows da Record, o Geraldo Brasil já foi um programa vespertino ao estilo Programa do Ratinho. Na atração, que estreou em 06 de julho de 2009, a Record alçava ao status de estrela o jornalista Geraldo Luís, após seu bom desempenho à frente do Balanço Geral SP.

Geraldo Luís chegou à emissora algum tempo antes de ganhar um programa com seu nome, no final de 2007. O apresentador vinha se destacando numa emissora de Limeira – SP, e acabou assinando contrato para comandar a versão paulista do Balanço Geral, jornal local exibido na hora do almoço em várias emissoras e afiliadas da Record pelo Brasil, mas que, até então, não existia em São Paulo. A emissora formatou o programa para a jornalista Luciana Liviero, mas optou por contratar Geraldo em busca de dar ao jornal um jeito mais “popular”.

A aposta deu certo e Geraldo Luís ficou em alta. Como as tardes da Record andavam bem fracas de audiência com a primeira versão do Programa da Tarde, com apresentação de Maria Cândida (que, na época, sobrevivia reprisando matérias de outros programas da emissora e exibindo pegadinhas enlatadas), a emissora formatou um novo vespertino, mais popular e com auditório, para Geraldo comandar. Surgia o Geraldo Brasil.

Continua depois da publicidade

A atração entrou no ar bastante inspirada no formato que consagrou Ratinho, trazendo ao palco populares para discutir seus problemas. Brigas de vizinhos e familiares, ou simplesmente uma história de “emoção”, passavam pelo palco de Geraldo Luís. A audiência, inicialmente, foi boa, dando fôlego à Record e ao apresentador.

Entretanto, logo Geraldo Brasil foi perdendo público. A solução encontrada pela direção da atração foi pegar carona com o principal sucesso da emissora na época, o reality show A Fazenda. O vespertino passou a promover debates e repercutir assuntos relacionados à atração, além de promover desafios aos participantes que eram eliminados do reality. Ficou famoso o “desafio da passarela”, que começou no matinal Hoje Em Dia, mas acabou adotado pelo programa de Geraldo, no qual, no melhor estilo João Kléber, o vespertino fazia mistério e enrolava o quanto podia para mostrar se o participante teria coragem ou não de atravessar uma passarela suspensa a vários metros de altura.

A audiência conquistada pela repercussão de A Fazenda revelou-se um voo de galinha, e Geraldo Brasil viu seu público diminuir. Assim, foram feitos vários testes de quadros e propostas no intuito de fazer o programa decolar. Geraldo Brasil tentou ser mais leve, com pautas típicas de programa feminino; ou ainda ter uma pegada mais jornalística, com a repercussão do noticiário policial; e até fases meio assistencialistas, com reportagens ao estilo consagrado por Gugu Liberato.

No entanto, nada deu certo. Geraldo Brasil não decolou e acabou encontrando seu fim em 18 de dezembro de 2009, cinco meses após sua estreia. A emissora substituiu o programa por uma grade de férias, composta por desenhos animados e séries, como A Múmia, Wolverine e os X-Men, A Nova Super Máquina, Hércules, Todo Mundo Odeia o Chris, H20: Meninas Sereias e Pica-Pau.

Com o fracasso do programa, Geraldo Luís encarou uma geladeira por um bom tempo na Record. Na época, vários veículos noticiaram que a emissora apenas esperava o fim do contrato com o jornalista terminar para dispensá-lo. No entanto, em 2012, a Record fez uma nova aposta em Geraldo, lançando uma versão matinal do Balanço Geral para São Paulo às 6 horas. A audiência foi boa e credenciou o jornalístico a voltar ao horário do almoço, onde está até hoje, além de manter a edição matinal, que atualmente é exibida em rede nacional. Geraldo ficou ali até ser testado como um dos apresentadores do Domingo da Gente, em 2013, e ter dado boa audiência. Dali, ganhou o atual Domingo Show, onde está até hoje, e com resultados positivos.

Enquanto isso, o título Geraldo Brasil voltou a ser usado pela Record num programa-tampão, que reprisa matérias do Domingo Show. Estreou no início de 2017, nas noites de sexta-feira, onde ficou até a realocação do Legendários para este dia. Atualmente retornou, às segundas-feiras, ocupando o horário até a estreia da segunda temporada do Dancing Brasil, marcada para o dia 24 de julho.

Leia também:

Há 50 anos, estreava na Globo a Discoteca do Chacrinha

Veja uma edição da primeira versão do Geraldo Brasil, exibido em setembro de 2009:

Publicidade
© 2021 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade