Xuxa Meneghel comenta tudo sobre o Dancing Brasil 5: “O público vai ser o quarto jurado”

Publicado há 2 anos
Por Greicehelen Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Xuxa Meneghel está pronta para estrear a quinta temporada do reality Dancing Brasil na próxima quarta-feira (03), na Record TV. Reunindo 13 novas estrelas para uma competição de dança, o formato oferece um prêmio de R$ 500 mil para o grande vencedor.

A “eterna rainha dos baixinhos” comandará o Dancing ao lado de Junno Andrade, responsável pela interação com o elenco. Já Fernanda Chamma, Jaime Arôxa e Paulo Goulart Filho serão os jurados, juntamente com o público. Na nova edição, os telespectadores assumirão o posto de quarto avaliador, ajudando na somatória das notas e defendendo a permanência de suas estrelas favoritas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sobre esses detalhes e muitos outros da quinta temporada do Dancing Brasil, Xuxa Meneghel conversou com o Observatório da Televisão. Além disso, a loira também falou sobre figurino, dinâmica da atração, parceria com Junno e relação com Sasha – que está morando em Nova York há quase quatro anos.

Confira a seguir:

Quais serão as novidades do Dancing Brasil 5?

A nossa
equipe está cada vez mais afinada. Dessa vez, a gente teve uma espera de seis
meses. Diferente de quase todas as outras temporadas, em que não esperamos
muito. Agora, o público vai ser o nosso quarto jurado. Em cada apresentação, eu
já vou abrir para o público de casa poder dar suas notas, e isso não acontecia.
Aí vamos fazer essa soma [nota do público + nota dos jurados]. No final, o
público também vai decidir quem fica e quem sabe. Vai ter interatividade do
público no começo, meio e fim. Isso é muito bom e importante. Eu que fico aqui
vejo, tinha muita vontade de dar a minha opinião. Às vezes, o jurado dava uma
opinião com olhar técnico e o meu coração dizia outra. E eu acredito que a
pessoa de casa também tinha essa visão e essa vontade de dar a sua opinião
.”

Como foi gravar a abertura do programa no metrô?

Pela primeira vez, eu andei de metrô. Foi bem pouquinho, mas eu andei. Eu acredito que a abertura vai ficar muito legal porque foi um plano sequência com todas as estrelas do ‘Dancing Brasil’ quinta temporada. No exterior, eu andei uma vez com a Sasha, mas é diferente daqui. É a primeira vez que andei aqui. Eu adorei!

Xuxa gravando abertura do Dancing Brasil 5 (Foto: Divulgação/ Record TV)

No visual e estilo

O seu cabelo sempre rouba a cena a cada temporada do reality. Como você irá manter ele agora?

Eu quis
fazer diferente do ‘The Four’ e deixar um pouquinho maior. Eu já pintei ele de
preto uma vez na minha vida. Agora, pintei bem de branco porque queria ter a
possibilidade de, de repente, mudar de cor mesmo em algum momento. Eu queria
ver se ele realmente aguentava, se eu não ia ficar careca se eu fizesse isso. Eu
já vi que ele aguenta uma tinta, então pode ser que eu venha a mudar de cor no
decorrer do programa.

E como serão os figurinos?

Começamos o programa sem muito saber que roupa eu ia botar. No segundo, usamos mais brilho. No terceiro, usamos mais transparência. E no quarto, usamos mais grafismo. Nesse eu estava pensando usar uma coisa que chamamos mais de alfaiataria, mais fechado, robusto e armado. Estamos no inverno, então me permite fazer isso. Vamos tentar vir com uma coisa diferente, já que eu não tenho um cabelão para botar mudar. E quando eu mudo muito, as pessoas ainda reclamam. Quem sabe no próximo, eu não venha com uma plástica, um botox [risos].”

Se arriscando na dança

Você vai continuar dançando nas episódio dessa temporada?

Todo mundo sabe que eu estou beirando os meus 60 anos, tenho as minhas limitações para fazer algumas coisas. Temos uma integrante nova na nossa equipe, que é a Kátia. Infelizmente, a Vivi nos deixou pela agenda e seus problemas também. Então chegou a Kátia, que é a coreógrafa, que tem ouvido bastante. A primeira coisa que ela me perguntou foi: ‘o que você pode me oferecer? O que eu posso tirar disso?’. Eu já estou bastante satisfeita porque vamos ter uma leitura aonde vou poder mostrar o que eu posso oferecer. Porque não dá para ficar no lado dos artistas que estão respirando isso o tempo todo e ficar bem na fita. É bom saber o que eu posso mostrar, o que o Marcelo pode captar bem na hora, que é uma coisa que ele viu também nas outras temporadas. Não adiantar eu tentar fazer uma coreografia se não é a minha praia, se não é o que eu posso oferecer de melhor. Eu sou metida, vou querer dançar, mas nas minhas limitações. Não vou chegar nunca perto de uma estrela e de quem é profissional. Mas eles vão me ajudar bastante.”

Gravação da abertura do Dancing Brasil 5 (Foto: Blad Maneghel/ Record TV)

Gravações

Como é o ritmo das gravações?

Tudo tem que ser muito bem arrumado e ensaiado. É mais ou menos isso que vocês vão ver diariamente aqui. Todos os câmeras acompanhando tudo de cada coreografia. Temos uma banda ao vivo, de vez em quando no programa vamos mostrar isso. Ou seja, a banda afiada com as pessoas cantando e tocando ao vivo, os câmeras, é uma equipe que trabalha para tudo dar certo e nossas estrelas brilharem bastante, e as pessoas de casa verem esse grande agora.”

Seleção dos participantes

Você costuma opinar nas escolhas dos participantes?

Eles mandam para mim uma lista de pessoas que estão pensando para ver se eu tenho alguma coisa contra. Nessas cinco temporadas, uma temporada só que eu falei [que não aprovava]. Eu nem me lembro, nem adianta perguntar. Eu falei que não achava uma pessoa melhor por alguma situação que tinha acontecido comigo. Mas, normalmente, eu não digo para tirar ou botar uma pessoa. Pelo contrário, eu quero saber a história de cada um para poder me envolver. E como o Junno falou, já conhecemos, sabemos e torcemos. Isso faz com que a gente sinta muita dor na hora de dizer adeus, porque essa é a vibe do programa: a gente se despedir a cada semana de uma estrela. Então, ao contrário do que as pessoas pensam, eu não me meto nisso. Mas me meto em muitas outras coisas mais, sou bastante metida nisso aí.”

Elenco do Dancing Brasil 5 (Foto: Divulgação/ Record TV)

Parceria com o Junno Andrade

Essa experiência no Dancing agrega algo no seu relacionamento pessoal e profissional com o Junno?

Eu acho que a gente traz muito carinho, respeito e ajuda. O que um casal faz diariamente, que é um torcer pelo outro. O que é normal em um casamento e em uma união também trazemos para cá. Às vezes, eu brigo quando alguma coisa acontece e tiramos sarro. Eu tenho certeza que, diferente de qualquer outra pessoa, o que ele quer é sempre me ver brilhando, e eu a mesma coisa.”

Junno Andrade e Xuxa Meneghel são parceiros na apresentação do Dancing Brasil (Foto: Divulgação/ Record TV)

Já rolou alguma DR entre você o Junno após o programa?

Já, quando ele começou a me chamar de Xuxa. Foi um pedido da casa [Record] para ele começar a me chamar de Xuxa. E é muito difícil porque eu chamava o Sergio de ‘Serginho’, o Leandro de ‘Lelê’. Chamar o ‘Ju’ de Junno é esquisito, e ele me chamar de Xuxa. O Serginho de chamava de ‘loira’ ou ‘Xu’. Aí queriam que ele me chamasse de Xuxa. Aí eu falei: ‘Se me chamar de Xuxa, tu vai ver só’. Aí ele mandou um dia um ‘Xuxa’ e eu respondi: ‘fala, Junno Andrade’. Comecei a ficar meio chateada com esse negócio. Eu acho que, obviamente, não temos que mostrar muita intimidade, mas não tem como. Se moramos juntos, chamar pelo nome e sobrenome é meio esquisito. Não gostei da ideia.”

Questões pessoais

Cada vez mais, você não tem tido receio para mudar o estilo do cabelo, postar fotos naturais e sem maquiagem. A maturidade te permitiu ser mais livre e não se cobrar tanto? E outra coisa: você e o Junno saem para dançar?

A gente
não sai para dar. A nossa dança é outra [risos]. Eu sempre fui mais ousada, sempre
brinquei e fui desse jeito. É que as pessoas esqueceram, ou não sei. Acho que
não queriam ver esse meu lado, eu sempre fui assim. As pessoas que me
acompanham há muito tempo, sabem que eu sempre brinquei desse jeito, sempre fui
mais ousada. Agora as pessoas estão mais viradinhas para ver.

Recentemente, você doou a pensão do seu pai para a viúva dele. Você tem uma relação com a sua família paterna?

A Patrícia foi uma pessoa que ficou com ele até o final da vida dele. Acho que era uma coisa que merecia muito, não tem porquê eu negar qualquer coisa disso. Afinal de contas, quem dava grana para ele era eu todo mês. Então não justifica isso. É para se conversar porque as pessoas às vezes acham que eu tenho um direito de receber alguma coisa. O que eu queria receber era muito carinho dele e, infelizmente, não tivemos muito tempo para fazer isso. Mas no final da vida dele, eu comecei a ficar mais perto dele. Me arrependo muito de não ter tido as conversas e o carinho que tivemos por mais tempo. Isso para mim vale mais do que qualquer coisa, e eu não tive essa oportunidade.”

Lidando com as críticas

As pessoas questionam muito a sua idade e tentam relacionar suas escolhas com isso. Você acredita que esse tipo de atitude existiria se você fosse homem?

Acho que
não! Infelizmente, na nossa sociedade, vemos um homem quanto mais maduro mais
bonito, melhor. Cabelo branco e envelhecer para o homem é legal. Para a mulher
é uma cobrança muito grande, que talvez a gente tenha feito isso. Não digo que
isso é uma coisa que venha do homem. Parece que falando nisso, estamos falando
mal do homem, não é isso. Eu digo que nós fomos acostumados desse jeito: estar
sempre arrumada, não envelhecer, pintar o cabelo para não aparecer o fio branco.
Eu acho que temos que fazer o que quisermos. Mesmo que incomode algumas
pessoas, ou muitas, temos que ser feliz. Essa é a minha opinião. Eu acho errado
as pessoas levantarem uma bandeira. É até bom eu esclarecer isso agora para não
ficar ruim contra algumas pessoas que levantam a bandeira do feminismo. Eu acho
assim: quem quiser ter cabelinho debaixo do braço, tenha; quem quiser ter
cabelo branco, tenha; quem quiser pintar o cabelo de preto, pinte. As pessoas
tem que fizer felizes. Eu não acho legal ter uma cobrança em cima disso. Eu
posso dar a minha opinião de que acho legal o que não é legal. Não concordo com
alguns exageros que as mulheres estão fazendo hoje em dia. Não concordo com as
deformidades que às vezes aparecem em algumas pessoas, mas essa é a minha
opinião. Se aquela pessoa que botou um monte de coisa no rosto ou no corpo, se
sente feliz, eu quero mais que ela seja feliz pelo resto da vida…”

“Cabelo branco e envelhecer para o homem é legal”

“…Vamos deixar claro que é uma questão de opinião, não podemos exigir. Com as mídias [sociais], vemos que as pessoas bastante amargas e desrespeitosas. Elas xingam as outras. Quando eu apareço sem maquiagem é: ‘nossa, como você está velha’; ‘e esse cabelo? Não vai deixar crescer?’. Umas coisas absurdas! Eu fico imaginando elas escrevendo do outro lado, colocando todo o ódio delas em cima de uma coisa que está me fazendo muito bem. As pessoas estão se machucando muito, tentando ver alguma maneira de machucar as outras. Ou seja, se a pessoa está magra demais, velha, com cabelo curto. As pessoas têm que fazer o que elas quiserem para serem felizes, essa é a bandeira que eu levanto.”

Relação com Sasha

Como é a sua relação com a Sasha agora que ela está morando em Nova York? Há quanto tempo ela está morando fora?

Já tem três
anos, está indo para o quarto e último ano dela. Ela está viajando porque está
de férias, as aulas começam em agosto. Daqui a uns 15 ou 20 dias, ela volta
para o Brasil para ficar um pouco comigo e passar o aniversário dela, que é 28
de julho. Ela está fazendo 21 anos. A sorte é que temos telefones que podemos
matar a saudade toda hora e se ver. Senão a coisa ia ficar bem difícil, aperta.
Porque eu nem sempre posso ir e nem sempre ela pode vir por causa da agenda
escolar. Quando eu estou lá é tão bom fazer comidinha, brincar de casinha e
cuidar dela
. Ela é uma pessoa que não me dá muito trabalho e problema.
Parece que sabia que era para vir para mim. Veio arrumadinha, do jeito que eu
queria, sem muito problema. Ela é um amor de pessoa! As pessoas que conhecem
falam isso: ‘você deu uma boa educação’. E eu falo que ela já veio assim. Acho
que estraguei um pouquinho porque mimei. Eu mimei os filhos dos outros, não ia
mimar ela? Mas ela dava um jeito e falava: ‘mãe, você não pode me dar tudo.
Você tem que falar isso’
. Ela veio pronta para ser a minha filha.”

A Sasha assiste o Dancing Brasil?

Ela assiste e até falou que não ia poder estar na estreia. Ela adora dança! Conhece os bailarinos, torce, começa a curtir, ficar chateada quando alguém sai. Ela vê lá em Nova York também.”

Fofocas sobre Sasha

Você fica incomodada quando sai notícias sobre a Sasha em sites e programas de fofocas?

A minha filha está tão feliz que isso não me incomoda. Se ela ficasse infeliz, eu acho que me incomodaria. Qualquer coisa que vem com a pessoa que você gosta, seja filha, namorado ou amigo, a primeira coisa que você quer saber é se a pessoa fica bem ou não com isso.”

Momento nostalgia

Do que você sente mais falta da sua infância e início de carreira?

A saudade
logo me remete a uma pessoa que não está perto de mim, que é a minha mãe. A
minha mãe também fazia muita coisa comigo. Ela fazia os meus primeiros figurinos.
Assim que eu entrei na Globo, todos os figurinos, tanto das paquitas quanto os
meus, eram feitos por ela. Acho que se ela estive aqui ainda comigo, ia curtir
muito ver todas as roupas. Ela sempre gostou muito de me ver vestida de princesa,
trocava muita roupa no carnaval. Ela sempre fez muita roupa. Inclusive, quando
ela ainda estava viva, eu vestia a roupa e ia no quarto mostrar. Essa coisa
glamourosa é uma coisa que estava muito nela. Eu sinto muita saudade de poder
mostrar isso para ela
.”

É verdade que as loiras da TV brasileira irão viajar juntas? Você, Eliana e Angélica.

Íamos fazer um comercial. Mas, infelizmente, aconteceu o acidente com o Benício [filho de Angélica] e a gente não pôde. Estamos tentando armar esse reencontro entre as três, que já aconteceu algumas vezes. Mas as agendas não se casam. A gente quer muito, mas não sabemos se os maridos irão querer [risos].”

Após a polêmica com Ana Paula Pituxita, você continua tendo contato com as outras paquitas?

A gente
não tem se falado, nenhuma das paquitas mais. Mas eu acho que ela sabe o porquê,
né?!

Quando você retorna com o espetáculo Xuxa Xou? Como vai administrar ele com o Dancing?

Em agosto estamos de volta. Depois temos a possibilidade de, de repente, viajar com ele pelo Brasil todo. O ‘Dancing’ vai até o dia 11 de setembro, e é aproveitar bastante. Eu quero aproveitar muito, aprender muito, mostrar muita coisa bonita que temos para mostrar.”

*Entrevista feita pelo jornalista André Romano.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio