Sucesso como a vilã Temima da novela Jesus, Elisa Romero defende redenção da personagem: “Que ela consiga o perdão”

Publicado há 2 anos
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A personagem Temima, de Jesus, interpretada por Elisa Romero, segue ganhando destaque na trama de Paula Richard na Record TV. A vilãzinha não mede esforços quando o assunto é ser ‘falsiane’. A serva de Caifás (Eucir de Sousa) vem mostrando cada vez mais o seu desvio de caráter. Mas será que Temima se arrependerá de seus erros?

Em entrevista ao Observatório da Televisão a atriz fala sobre a repercussão da personagem, expectativas com os rumos de Temima na história e ainda conta sobre como tudo aconteceu na sua vida até a chegada na dramaturgia da Record TV. Confira:

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Com Marcelo Serrado e Margarita Rosa no elenco, minissérie Jugar con Fuego ganha primeiro trailer; confira

Formação

Fale um pouco sobre o inicio de carreira, você tem formação em cinema e jornalismo. Como ela caminhou para o lado da atuação?

“Sou da cidade de Caieiras, região Metropolitana de São Paulo. Eu sempre dancei lá em uma academia. A gente participava de muitos concursos, eu ficava muito no palco. Dancei muito, por uns 10 anos, fui para festivais, então eu tive essa experiência com palco. Depois me mudei para São Paulo para fazer faculdade de jornalismo e me formei pela ESPM. Ao mesmo tempo eu quis fazer teatro.

Me formei no Wolf Maia e depois eu fui para Nova Iorque fazer cinema. Me formei no New York Film Academy. Que foi muito bom, e quando voltei, comecei a trabalhar e agora estou fazendo TV. Eu sempre tive vontade de atuar. Minha família é muito noveleira, o que deu uma ajudada. Eu sempre fui de repetir filmes e cenas de novela que eu assistia. Foi bem natural. Eu queria dançar e depois eu queria fazer propaganda. Estudei, as coisas foram indo e aos poucos fui descobrindo esse lado”.

Formada em jornalismo e cinema, Elisa Romero iniciou sua carreira na dança e revelou amor pelos palcos desde cedo

Elisa Romero (Divulgação)

Você chegou a tentar o mercado internacional ou o seu objeto era pegar uma experiência e formação para aplicar aqui no Brasil?

“Nos Estados Unidos a questão do visto é muito rígida. Eu tinha o visto apenas para estudar. Eu não podia fazer casting e produções. Mas a gente fazia muito filme independente. Lá tinham cursos para produtores, diretores, tem muitos curtas que foram para festivais. No final a gente ganha a possibilidade de poder ficar nos Estados Unidos mais um tempo para trabalhar. Eu já ia voltar, mas eu tinha mais uns três meses, então fui fazer uns testes. Até fiz um videoclipe de um cantor famoso de country. Foi bem legal! Ele é bem conhecido nos Estados Unidos. É um mercado bem legal, eu poderia escolher ficar ou voltar. Na verdade como eu não tinha pretensão de fazer uma carreira lá fora, fui mesmo para estudar, eu acabei voltando”.

Você sempre teve apoio dos seus pais para seguir carreira artística?

“Sempre. Eles sempre me ajudaram, me deixaram estudar, sempre acreditaram em mim. Às vezes a gente fica um pouco frustrada nessa carreira, mas eles sempre me ajudaram”.

Elisa Romero participou da série País Irmãos, do canal RTP1, de Portugal

Você fez uma série de Portugal. Como foi essa experiência?

“É uma série que se chama País Irmãos. Ela teve cenas gravadas aqui, onde eu fiz uma participação. Foi muito legal, cheio de atores legais e está super bem falada. Uma experiência demais”.

Confira o trailer de País Irmãos:

Quando você chegou no Brasil qual foram as suas primeiras percepções sobre o mercado daqui?

“É tanta gente que eu me inspiro sempre que eu vejo um trabalho legal. Nos últimos dias eu tenho visto muito isso na novela Jesus. Eu fiquei muito impressionada com a Vanessa Gerbelli, como ela é boa atriz, em tudo o que ela fez. A personagem que ela faz, Herodíade, junto com o Macos Winter, os dois me inspiram muito. Eu faço muitas cenas com a Larissa Maciel também, que é um atriz muito linda e também me inspira muito a maneira como ela lida no set, e a facilidade que ela tem com as cenas, e de seguir vários caminhos e ter uma criatividade muito grande.

A Vanessa Gerbelli eu fiquei muito chocada com tudo o que ela fez na novela. Eu também comecei a atuar com o Marcos Winter. Que ator maravilhoso, criativo, animado, e ele ama o que faz. Tem sido muito bom. E é claro, tem os clichês, Fernanda  Montenegro”.

Novelas de nicho

A Record TV encontrou um nicho interessante, que são as novelas bíblicas. Nos Estados Unidos, por exemplo, as produções da Record TV são líderes. Você já acompanhou algo da emissora antes?

“A Record TV achou este seguimento e está dando super certo. Quando eu morava nos Estados Unidos, estava rolando Os Dez Mandamentos. Foi um sucesso, eu lembro que assistia alguns pedaços. Eu tento dar uma olhadinha em tudo o que está rolando porque eu sou noveleira. Uma vez eu estava gravando a novela e meus pais viajaram para Miami e estavam falando com alguém e quando eles falaram que eram brasileiros, essas pessoas disseram que adoravam as novelas do Brasil.

Minha irmã contou pra ela que eu fazia a novela Jesus e ela disse: ‘Não acredito, eu adoro essa novela!’ … A mulher assistia muito, foi recente isso e meus pais ficaram bem felizes. Jesus está um sucesso muito grande fora do Brasil, o que eu acho que é justificável, porque a história é muito bonita. A história é muito boa e todo mundo tem ela na cabeça ou sabe um pouquinho”.

“Ela é sonsa, eu já sabia que ela não era uma santa e que tinha um desvio de caráter”, revela atriz sobre a personalidade de Temima

Reprodução: Instagram

Como você chegou até a Record TV e como é o ambiente de trabalho da novela?

“Minha primeira cena foi com o Eucir de Sousa, o Caifás, e eu estava muito nervosa. Foi com ele, Marcela Muniz, que faz a Judite e com a Bárbara Borges, que faz a Livona. E eles me recepcionaram tão bem que eu não estava nem acreditando. O Eucir também é uma pessoa que me inspira muito. Ele é muito simpático, dedicado, sempre estudando e com texto na ponta da língua. Vou ter essa memória de como eles foram gentis comigo. Eu entrei no meio da novela, eles já estavam gravando desde o início, já tinham amizade. Eu só tenho a agradecer a todos, diretor, maquiadores”.

Como foi pra você receber logo de cara uma personagem que é uma vilã ?

“Quando eu recebi os primeiros capítulos, eu sabia que ela seria um pouco vilã, na descrição já dizia ‘Loba em pele de cordeiro’. Ela é sonsa, eu já sabia que ela seria uma espiã, que ela não era uma santa e que tinha um desvio de caráter, mas eu não sabia do que ela seria capaz. Os capítulos foram chegando, a personagem foi ficando mais profunda com o decorrer da trama, no início ela era muito inocente, e depois ela foi ficando mais vilã. Ainda vai acontecer muita coisa. Isso é bem legal das novelas”.

Vilanias de Temina

Você carrega alguma coisa da Temima pra casa, fica pensando nas vilanias dela ou você consegue deixar a personagem de lado e viver a sua vida?

“Quando eu leio os capítulos eu fico pensando nela. Eu fico pensando no que fez ela fazer aquilo. Isso é uma coisa que eu acho que com o tempo eu vou me desprender. Também fico tendo mil ideias depois que a cena foi gravada”.

“Espero que ela se arrepende de tudo que ela fez e que fique em paz e consiga o perdão das pessoas”

Pra onde você acha que ela está caminhando e qual o desfecho você daria pra ela?

‘Estamos gravando os capítulos bem adiantados. Eu acho que é uma novela que ensina o perdão. Se ela realmente se arrepender do que ela fez, ela merece o perdão. É isso que eu desejo pra ela. São muitas coisas que vão acontece onde ela será obrigada a fazer. Ela faz umas escolhas erradas sim, mas eu sei que Jesus vai chegar mais pra perto dela. Espero que ela se arrepende de tudo que ela fez e que fique em paz e consiga o perdão das pessoas. Seria bonito”!

Seu contrato com a Record TV vai até depois de Jesus? Você pretende continuar na casa?

“Estou muito feliz com a novela. Meu contrato vai até abril. Não sei o que vai acontecer comigo depois, mas vou amar caso eu continue na Record TV. Seria muito legal! … sou muito grata, mas vou para onde a vida me levar. Estou aprendendo muito e tem muitas produções rolando, quem sabe eles consigam me aproveitar para alguma coisa. Vamos ver”!

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio