Renata Dominguez fala sobre seu retorno à Globo “Não poderia ser melhor”

Publicado há 4 anos
Por Redação
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em visita aos Estúdios Globo na tarde desta quarta-feira (8), o Observatório da Televisão acompanhou as gravações finais da novela Sol Nascente, e conversou um pouco com a atriz Renata Dominguez que interpreta a personagem Sirlene. De volta à Globo após mais de 10 anos na Record, ela fala sobre o trabalho, planos futuros e relacionamento, confira:

Renata, o que representou o seu trabalho em Sol Nascente e seu retorno à TV Globo?

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Não poderia ter sido melhor, eu estou com aquela sensação de dever cumprido por dar vida à uma personagem que teve uma trajetória muito coerente do início ao fim. E ela passou uma mensagem muito positiva para as pessoas, que se identificaram com a Sirlene até porque ela era a típica brasileira entre os japoneses e italianos e ela passou essa mensagem de superação, de que é possível se reinventar e dar a volta por cima. Ela batalhou, e conquistou a liberdade dela em relação ao César (Rafael Cardoso) e ela merecia ter esse final feliz porque ela lutou tanto que ela merecia usufruir da liberdade dela, e não ser refém a vida inteira de quem nunca a deu valor. As vezes o personagem se transforma e ela seguiu exatamente o que estava na sinopse. Eu estou muito feliz.

E você vai entrar de férias agora?

Eu vou ter 10 dias de férias e vou começar a ensaiar uma peça, que vai estreiar em breve no Rio.

E você esperava esse sucesso todo da personagem?

A gente nunca começa um trabalho pensando em não dar certo, a gente tem que acreditar e eu entro no trabalho acreditando sempre até porque independente de tamanho todas as personagens vão ter a mesma dedicação minha, todas foram protagonistas da minha vida. A Sirlene eu tive um carinho muito grande por ela porque ela chegou na minha vida num momento de mudanças substanciais tanto profissionais como pessoais e vivendo uma história similar de se reinventar e se descobrir, me identifiquei com ela, uma deu força à outra.

Renata Dominguez e Rafael Cardoso em cena de Sol Nascente (Divulgação/ TV Globo)

Você hoje se sente uma nova mulher?

Com certeza. Há cerca de 1 ano e meio atrás eu me deparei com uma Renata que eu não conhecia mais e tive que me redescobrir assim como a personagem.

Foi uma depressão ou algo do tipo?

Não. Mas te assusta um pouco você de repente não se conhecer e ter que se reinventar mas acho que faz parte da vida. Eu falo que sou uma obra em construção pra sempre, porque a gente está sempre aprendendo com o que a gente vive. Estamos aqui para errar, acertar, aprender, evoluir, então se não tirarmos nenhuma lição das nossas vivências nossa existência foi em vão.

Sobre o namoro, você está feliz?

Olha, eu fiquei na defensiva um tempo, o que eu acho que é natural. Eu fiquei casada por quase 14 anos (com o diretor Edson Spinello), e para começar algo novo a gente fica mesmo na defensiva e eu sinto que agora eu estou me permitindo, meu coração está cedendo.

Ele é muito romântico?

Eu estou redescobrindo isso em mim. Creio que ele está resgatando isso em mim, o Marcio estava solteiro há muito tempo então ele também está resgatando nele este romantismo. Foi um relacionamento que começou da forma mais despretensiosa possível e quando nos demos conta já era um relacionamento.

Renata Dominguez e o namorado Marcio Bruzzi (Reprodução/ Instagram)

E ele que não é do meio artístico está se acostumando com esse mundo?

Ele é advogado imobiliário, realmente não é o meio dele, sobre o assédio ele trata como vida profissional como se fosse qualquer outra profissão, e sabe administrar bem. Ele é um pouco fã, assiste à novela, e se acontecer de sairmos juntos ele respeita quando o momento é só meu até porque tem horas que eu tenho que posar sozinha e ele sabe que é a minha profissão.

Renata você lê muito?

Leio muito quando não estou trabalhando. Um livro que mexeu comigo foi o “Amor de Redenção”, já o li duas vezes e sempre descubro algo novo.

Você está fazendo aniversário hoje no Dia Internacional da Mulher?

Sim. Eu não sou fã de fazer aniversário, porque fico meio melancólica, nostálgica não sei se isso é inferno astral se é que isso existe. Eu lembro que com 14 anos eu estava chorando às onze e meia da noite porque iria fazer 15. Sonhei a vida inteira em fazer 15, ai eu pensava “e agora”? (Risos) Adolescentes, ninguém explica. Esse ano eu resolvi comemorar, eu gosto de fazer festa pra minha família e amigos, pra mim não. Estamos na reta final da novela que é um sucesso, elenco maravilhoso, amigos, direção, cochia, então acho que tenho uma desculpa maior pra comemorar.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais