“Quero Ibope, mas estamos preocupados mais com o conteúdo”, diz Alex Lopes sobre Universo, da TV Aratu/SBT

Publicado há 3 anos
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Alex Lopes foi um apresentador que soube se moldar aos tempos atuais da TV Aratu, afiliada do SBT na Bahia. Antes, apresentava o Universo Axé, um programa que era popular ao extremo, beirando ao escracho muitas vezes.

Agora, não é mais bem assim. O Universo Axé virou apenas Universo, adaptou alguns quadros considerados mais apelativos para ficarem mais “goumert”, como ele mesmo diz em entrevista ao Observatório da Televisão.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja mais: Jéssica Senra tem estreia ideal no Bahia Meio Dia e prova que será concorrente nobre para a Record

Além disso, quadros com estilo de vida estrearam. Com o resultado, o programa chega a beliscar à liderança e ganha da Globo, que exibe o Vídeo Show – no seu horário, das 13h35 às 15h, a Record é líder com o Balanço Geral BA.

Veja a entrevista na íntegra: 

OBSTV – Como é que está essa sua nova empreitada? Porque deixou de ser Axé, agora é só Universo e você agora fala de tudo e mais um pouco.

Alex – Nós viemos com uma proposta logo quando começou, há oito anos atrás, a gente veio colocando uma linguagem bem popular, era um programa cem por cento popular e que falava a linguagem da família. Isso acabou agradando e ao longo dos anos as coisas vão se adequando, se modificando de acordo com o que o mercado precisa, com o que o telespectador quer consumir. Hoje depois de tantos anos, somos uma revista eletrônica, a gente tem uma visão muito mais ampla do que a proposta inicial, hoje nos falamos de culinária, qualidade de vida, saúde, temos também a comunidade, a questão do popular, continuamos sendo o programa mais popular aqui da Bahia, só que de uma forma mais gourmet, esse tema se encaixa com a nossa proposta de hoje.

OBSTV – Você se preocupa muito com audiência?

Alex – Muito! Isso é um erro, mas me preocupo no sentido de estar com o programa no ar e estar falando com o diretor do programa, perguntando quanto está a audiência. É muito complicado falar de audiência, porque hoje a gente tem a preocupação do que a gente leva para o ar, obviamente se colocarmos uma coisa erótica no ar a audiência vai lá para cima, mas hoje a gente não tem mais essa vontade, a gente prefere abrir mão dessa audiência.

OBSTV – Aqui em Salvador a gente está vivendo uma coisa atípica, porque as três principais emissoras brigam pau a pau por audiência. Como é que você está vendo isso, como que você vê a TV Aratu nesse meio?

Alex – Há algum tempo isso foi ficando cada vez pior, hoje está uma coisa tão acirrada e é como eu falei na resposta anterior, o que eu me preocupo hoje é com o que a gente entrega ao público, se eu for me deixar levar pelo que o concorrente B ou C coloca no ar, a gente acaba esquecendo do nosso e fica refém. Então hoje a gente busca centralizar a nossa proposta no que a gente vai entregar, no nosso conteúdo e pronto.

OBSTV – Você poderia falar um pouco sobre o quadro que você mais gosta, que é o Culinária do Mulek, onde você come tudo e mais um pouco.

Alex – O Culinária do Mulek é porque quando a gente resolveu arriscar para falar de comida, a gente fez sem pretensão alguma no começo e a gente teve uma resposta que acabou deixando todo mundo muito surpreso. Quando a gente fala de culinária, a gente acaba agradando criança, pai, mãe, homem, mulher, todo mundo. Hoje a gente fala de uma forma divertida, dá o nosso jeito, a gente ensina fazer comida e é um dos principais quadros, porque você pode ver que entra quadro, saí quadro, mas com o Culinária do Mulek isso não tem, porque é um dos quadros que mais agrada o público baiano e eu sei cozinhar, viu?

OBSTV – E a laje?

Alex – Agora não é mais laje, agora é quintal.

OBSTV – Porque? É gourmet também?

Alex – É gourmet, sim. Porque na verdade, no começo a gente colocava as meninas de biquíni, na piscina, aquela coisa de colocar o sabonete para as meninas pegarem e tal. Hoje não tem mais isso, hoje tem as meninas que se bronzeiam, hoje tem a baiana do acarajé, hoje tem a depilação, hoje tem o cara cortando o cabelo ao vivo, o quadro da tatuagem na verdade está sendo readaptado, a gente fez um último agora que foi uma explosão, demos essa pausa para o carnaval e estamos voltando agora.

Veja também 

Projeto, opinião, novidade e referência: Jéssica Senra fala porque estreou na TV Bahia/Globo

Internautas surtam com prostitutas lutando em O Outro Lado do Paraíso: “Karatequenga”

OBSTV – O que você projeta para o seu 2018?

Alex – Para 2018 a gente está com um quadro muito forte, que fala sobre qualidade de vida, a equipe na verdade está se preocupando muito com isso, que é a questão de as pessoas estarem em forma, estarem de bem consigo mesmo. Em 2018 estamos muito focados nessa questão da qualidade de vida. Logicamente que a gente não abandona a música, a diversão, a alegria, a irreverência que é a cara do nosso programa, mas além de alegrar e entreter, a gente está preocupado em informar o nosso público sobre tudo o que acontece no dia a dia.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio