Prestes a voltar para a TV na segunda temporada de PopStar, Tiago Abravanel fala sobre já ter conversado com Silvio Santos sobre ter um programa

Publicado há 2 anos
Por Henrique Carlos
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Tiago Abravanel está de volta no comando dos bastidores da segunda temporada reality show PopStar, que tem sua estreia confirmada para o próximo dia 16/09, sob o comando de Taís Araújo. Tiago, em conversa com o Observatório da Televisão, falou que sonha em ter seu próprio programa de auditório e que inclusive já aconteceram conversas com seu avô Silvio Santos, sobre a possibilidade de isso acontecer em um futuro não tão distante. Confira:

Leia também: “Voltar no PopStar é uma grande oportunidade de me reinventar”, diz Klara Castanho sobre transição como atriz mirim

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Você é competitivo?

Em jogo eu sou um pouco. Acho que eu não fui competitivo no Show dos Famosos, como eu sou em jogo de baralho ou essas coisas assim, mas em algumas notas eu ficava chateado, é natural. Eu acho que o meu envolvimento com programas de televisão, no mercado televisivo, é poder conhecer um pouco mais dos seres humanos que estão por trás daquela história que está sendo contada. Ter a oportunidade de estar no bastidor de um programa como esse, onde as pessoas são julgadas no placo, são vistas em situações de muita adrenalina, elas chegam ali no bastidor e tem alguma para elas chorarem, para acolher, para gritar, para tudo o que elas quiserem, eu sou um cara abençoado por estar ali.

Você se considera um showman?

Eu acho que até me considero, mas será que o Brasil me considera assim? Se me considerarem, aí a gente tem uma chancela.

Trabalho com Taís Araújo

Dividir o palco com a Taís Araújo não seria uma chancela?

Gente, isso é maravilhoso. A Taís está mandando bem para caramba, ela tem um coração gigante. Antes do programa começar eu vou lá no camarim dela e ela desce para a gente conversar sobre o que aconteceu no programa anterior… É muito gostoso, a Taís está vivendo essa experiência assim como eu estou vivendo, apesar de eu já ter vivido no ano passado. Porém, para mim não é algo comum, estar com o microfone nas mãos e ter que fazer perguntas para as pessoas, entregar bloco, sair do bloco, falar um merchan, para mim isso ainda é muito novo. Mas, que seja cada vez mais trabalhado e um dia eu tenha a oportunidade de ter um programa meu.

Leia também: Saiba detalhes da estreia da segunda temporada do Popstar

Como foi a sua vida pós Show dos Famosos, teve mudanças?

Acho que durante o Show dos Famosos foi uma loucura, porque todo mundo viu. Era uma coisa de as pessoas falarem que não assistia o Faustão, mas depois do Show dos Famosos ficavam grudadas na TV e aí conseguem conhecer inclusive um outro lado do Faustão. Um Faustão que se envolve com a gente, que tem um carinho gigante, que dá a oportunidade para todo mundo ali crescer.

Oportunidades

Quais oportunidades que o Faustão te deu?

Todas as oportunidades do mundo. Desde que eu entrei na TV Globo, existem duas pessoas que eu serei eternamente grato aqui dentro, Glória Perez e o Faustão. A Glória por acreditar e ter a coragem de colocar um Abravanel dentro da TV Globo. Ela peitou, me trouxe e eu fiquei muito honrado de ver a novela Salve Jorge na época.

Você acreditava que não iria conseguir isso, por ser um Abravanel aqui na Globo?

Eu na verdade já passei por situações desse tipo, em 2005 quando eu fiz o meu primeiro espetáculo profissional, que uma produtora de elenco que eu não sabia quem era foi assistir. Ela pegou o meu contato com alguém da produção da peça, ligou para mim e perguntou se eu tinha algum envolvimento com o Silvio Santos, por causa do nome e aí eu falei que era meu avô e o telefone desligou na hora. Talvez ela possa ter achado que eu poderia ser um espião na Globo (risos), mas quando a Glória Perez fala, tem um outro peso. Então, não imaginei que isso pudesse vir, mas eu fico muito feliz.

Leia também: “É muita emoção latente, de todo mundo”, diz Tais Araújo sobre apresentar o PopStar

Família Abravanel

Você sendo membro da família Abravanel, tendo o oficio do seu avô, como é para você estar com um microfone em mãos?

Para mim é uma honra, uma responsabilidade, mas acima de tudo é um novo desafio. Eu acho que independente do que eu faça, eu sempre procurei buscar a minha identidade dentro do meu trabalho, tanto na música, quanto no teatro, na televisão, no cinema…

O seu avô tem um auditório lá, não rolou algum papo sobre?

A gente já conversou sobre essa possibilidade, ele acha que existe isso, que eu tenho talento para isso. Eu acho que é um questão de me preparar e estar organizado, para um dia quem sabe comandar um programa até aqui dentro da TV Globo.

*Entrevista feita pelo jornalista André Romano.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio