Participante da nova temporada do Show dos Famosos, Danielle Winits revela: “Me considero uma cantora frustrada”

Publicado há 2 anos
Por Henrique Carlos
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Com estreia marcada para o dia 31 de março, a nova temporada do Show dos Famosos, um dos quadros de maior sucesso do Domingão do Faustão, contará com nomes de peso. Uma das participantes da nova edição, é a atriz Danielle Winits que tem experiência em teatros musicais.

Em entrevista ao
Observatório da Televisão, Danielle contou as novidades da sua
carreira na TV e também falou sobre a participação no quadro.
Confira:

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Como está sendo essa experiência para você?

“Depois de um tempo da minha carreira, eu tive a oportunidade de fazer musical, que era uma coisa que eu sempre gostei muito. Também sempre gostei de cantar desde criança, então me considero uma cantora frustrada. Se não fosse atriz, eu gostaria de ter sido cantora. É uma oportunidade poder brincar disso e eu acho que a maior vitória é a conquista de si mesmo na vida. Conquistar outras partes, coisas que eu ainda não tive a oportunidade dentro da minha trajetória de fazer.

É um auto desafio, eu não considero uma competição para mim. Eu nem sou essa pessoa que tem esse perfil competitivo, eu tenho um perfil muito mais desbravadora comigo mesma. É uma luta diária, meu processo enquanto atriz e artista, é uma questão muito mais pessoal e individual. E eu estou muito feliz de poder estar aqui, do lado de pessoas talentosas que admiro.”

Convite

Você falou que ficou um pouco indecisa com o convite. Porque?

“Por isso, exatamente por eu não ser uma cantora profissional. Mas eu pensei que faço musical e eu tive esse tempinho de digerir o que é isso. Mas eu estou numa fase de sair mesmo da zona de conforto, de não me preocupar com isso e beber de outras fontes. Eu juntei as duas coisas, eu gosto de cantar e quero beber de outras fontes, nesse meu processo que é muito individual. Eu acho que todo mundo merece se permitir, não só na minha profissão, mas em todas as áreas.

Se permitir avançar e conhecer um lugar novo, se destravar de algumas coisas. Porque a gente pensa que o artista não tem timidez, não tem um lado de insegurança, por estar sempre exposto de alguma forma, mas a gente quebra isso. Eu ter me tornado uma artista, é uma quebra desse meu padrão que é interno. Eu vivo quebrando esses padrões, mas eu estou aqui e vou fazer para os meus filhos também.”

O que seus filhos acharam quando você falou que iria fazer o Show dos Famosos?

“Eles adoram, ficaram dando sugestões. Mas eu falei que não era cantora, iria brincar de ser cantora. Mas tem muito para eles também. Eu acho que tem muito para guardar para mim, para a minha vida, para a minha lembrança e para carregar isso na minha história, como um aprendizado. Eu me considero uma eterna aluna, eu prezo e zelo por isso, por esse lugar. Eu nunca sai e nem quero sair desse lugar.”

Eu, minha avó e a Boi

Você falou da série do Miguel Falabella, como está sendo?

“Também teve isso, eu vou estar fazendo dois trabalhos, como a maioria aqui. É uma série de compromissos. Eu vou estar em uma série do Miguel Falabella, a gente começa gravar agora no início de abril. Então vai ser um trabalho paralelo.”

O Miguel Falabella ser um dos jurados te deu algum receio?

“Eu cheguei a perguntar para ele e aí ele disse ‘Dani, vê o que você acha. Você vai ter bastante trabalho, porque você vai estar fazendo a série’. Mas ele me deixou a vontade na minha escolha de estar em dois trabalhos grandes. É como eu falo, o Miguel é aquele cara que todo mundo quer ter na frente, se eu puder ter ele do meu lado a vida inteira é um presente. Ele ter esse olhar para um artista, ele poder olhar e falar as impressões dele, é um eterno aprendizado.”

Você ficou um tempo longe da TV, fez teatro, mas agora está voltando. Como é para você o carinho do público e esse retorno?

“Na verdade, eu nunca deixei o teatro de lado. Sempre foi uma prioridade na minha vida. Eu comecei novinha fazendo teatro, é uma paixão, onde eu finco as minhas raízes. Não só no teatro musical, mas também no tradicional. Foi pensado esse momento para mim, de me afastar e de poder me dedicar só ao teatro, porque por muito tempo eu fiz TV com o teatro e isso é complicado hoje em dia, até o trajeto de uma coisa para outra não é mais como antigamente. Eu fiz um espetáculo durante muitos anos e fiz também cinema, então eu fiquei mais para um outro lado. Agora eu tenho dois trabalhos grandes na TV Globo e dois filhos, mas eu estou muito feliz. É um retorno que eu me sinto muito grata, é um grande presente mesmo.”

Música

Quais são as suas referências musicais?

“Eu amo de tudo, eu vou da romântica a roqueira. Eu gosto de tudo, eu gosto de música. Não posso dizer que tem um estilo que eu gosto mais ou não. Não tenho preconceito em relação a nada de música, acho preconceituoso quem tem preconceito com qualquer tipo de música, porque música é vida.”

Está nos seus planos voltar para as novelas?

“Eu deixo a vida me levar. Eu sou apaixonada por séries e a TV Globo tem investido nesse seguimento de uma forma brilhante, porque a gente tem visto resultados fantásticos. Mas, eu amo meu trabalho. Amo fazer novela também e tenho saudades, mas agora eu estou em um trabalho fantástico, eu fico até emocionada de falar. Poder ser filha da Arlete Salles, não só aqui, mas fui no teatro também, então agora é a segunda vez. A minha personagem, Norma, é uma personagem linda, ela é de uma humanidade muito grandiosa.”

*Entrevista feita pelo jornalista André Romano.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais