“Parei de fumar e quero vencer esse programa pela minha filha”, afirma Maytê Piragibe sobre o Dancing Brasil

Publicado há 4 anos
Por Leandro Lel Lima
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Comemorando trinta anos de carreira, doze como contratada da Record TV, a atriz Maytê Piragibe vive uma das melhores fases de sua vida profissional. A artista segue como um dos destaques do canal e também do reality de dança comandado por Xuxa nas noites de segunda.

Em entrevista exclusiva ao Observatório da Televisão, Maytê relembra o inicio da carreira e fala dos desafios que enfrenta diariamente por conta dos ensaios e apresentações do Dancing Brasil. Mãe de uma garotinha, Violeta de seis anos, a atriz parou de fumar e mudou toda a sua alimentação por conta da atração.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Parei de fumar e não está sendo fácil. Espero ter força pra me curar desse mal horroroso que é o tabaco pro resto da minha vida. Esse programa já me deu essa oportunidade. Estou firme e forte nesse propósito. Eu quero muito ganhar esse prêmio, vencer esse programa pela minha filha e garantir o futuro e o estudo dela”, afirma a profissional.

Você está comemorando 30 anos de carreira. Se recorda do primeiro dia em que pisou em um estúdio ou do primeiro sim após um teste?

Eu não lembro do meu primeiro teste. Comecei aos quatro anos. Eu me lembro do meu primeiro comercial. Durava uns 20 ou 30 segundos. Eu não sabia ler, então, a minha família me ajudou a decorar o texto: ‘Cegonha que nada. Nenê é que nem plantinha. Sementinha vai crescendo na barriguinha da mamãe aí forma nariz e coração. Então fica grande como eu’. Na verdade durava dez segundos, era mais rápido ainda. Eu lembro desse encantamento. Sempre adorei câmera, estúdio, teatro… Fazia teatrinho com a família. Comecei aos quatros anos profissionalmente e não parei mais. E pretendo não parar. (risos)

Dancing Brasil é um programa que exige muito dos participantes. O que é mais desafiador no reality da Record?

A gente não tem folga. É um trabalho sem parar. Completamente exaustivo por ser uma pressão muito grande, eu não estou acostumada com competição. Há uma exigência por todos os setores para que você seja perfeita. Todo dia tem que começar do zero e tomar muito cuidado para não se machucar. É um programa de alto risco mesmo… (risos)

Maytê Piragibe e Paulo Victor (R7/Blad Meneghel)

O quanto o seu organismo está “sofrendo” por conta dos ensaios, que devem ser exaustivos?

A gente tem que ensaiar doze horas semanais pra conseguir se superar, eu era completamente sedentária. Sou uma ex-fumante. Passei a tomar um maior cuidado com a alimentação, muito liquido, água, alongamento, hidroginástica… Estou cuidando mais do meu corpo de dentro pra fora e de fora pra dentro. Dói muito mesmo, muito muito. Estou toda dolorida.

Você parou de fumar por conta do programa. O quanto isso ajudou no âmbito pessoal e profissional?

Eu parei de fumar e não está sendo fácil. Espero ter força pra me curar desse mal horroroso que é o tabaco pro resto da minha vida. Esse programa já me deu essa oportunidade. Estou firme e forte nesse propósito. Eu quero muito ganhar esse prêmio, vencer esse programa pela minha filha e garantir o futuro e o estudo dela.

Tem algum ritmo que gostaria muito de fazer? 

Os ritmos que eu mais queria fazer eram o tango e paso doble, que são os ritmos que eu mais tenho admiração. Fora os outros todos que são maravilhosos. Quando veio a notícia do tango na semana passada fiquei muito nervosa, até porque eu fui muito criticada por conta da minha salsa. Fiquei com muito medo… (risos). Só eu sei o quanto eu me dediquei e estudei… Graças a Deus deu tudo certo, tirei duas notas 10. Agora, a pressão só aumenta porque tirar duas notas 10 têm o lado bom e o lado ruim… Você tem que manter o alto nível de exigência. Estou muito feliz com o meu tango, se eu for eliminada na semana que vem estou muito feliz, nem acredito que fui eu que fiz… Eu vejo todo dia o vídeo, nem parece que sou eu que estou fazendo… Juro!

O mais complicado e o mais fácil?

O tango mas também o zuque porque é muito rápido. Aí não sei. Todos são complicados. Depende da música porque ela pode ajudar como atrapalhar. O forró pra mim pode ser o mais fácil, mas depende da coreografia… Eu fiz ballet até os doze anos. Juro pra você é tudo muito difícil. Ser avaliada como bailarina profissional naquele palco, ao vivo, com aquela pressão é para os fortes e corajosos mesmo. Tem que ter muita coragem.

Como reage depois de rever a sua apresentação e as avaliações dos jurados?

Eles são muito coerentes. Eu tenho uma admiração enorme pela bagagem, experiência e know how que cada um tem. A gente tem que absorver o melhor das críticas mesmo que eles sejam rudes ou positivos. Ter muito centramento e pé no chão, absorver a melhor coisa, não se vangloriar – e achar que está arrasando – e nem se autoflagelar – caso eles realmente rejeitem o que é normal. Todos os dias eu revejo os vídeos e fico tentando decifrar o que eles estão me criticando pra eu tentar melhorar.

Já se foram três edições e você segue com boas notas. A que se deve tudo isso?

Eu nem estou acreditando que isso está acontecendo. Eu sou uma mulher com alto nível de exigência. Eu levo muito a sério, muito muito. Eu posso estar com dor, problemas pessoais, mas eu vou trabalhar naquele desafio e tentar ser uma melhor parceira de projeto. Eu me dedico muito. Eu erro, sou muito intensa e sincera. O tempo inteiro eu fico tentando entender os meus erros e acertos com o pé no chão. Eu amo o que eu faço e sou muito grata a cada oportunidade que surgiu em minha vida. E se Deus quiser eu vou ganhar pela minha filha.

A Xuxa torce por todos. Isso certamente deve contar muito, não? Ela desempenha um papel diferente dos demais apresentadores que “apenas” anunciam os participantes…

A Xuxa tá sendo incrível. Ela realmente tá curtindo e vibrando com esse projeto. Ela é minha rainha, cresci vendo a Xuxa, minha filha também… (risos). Ela tem um magnetismo, uma luz, uma coisa impressionante, uma aura, uma energia, um carisma, uma presença de palco forte… Ter a torcida dela, aqueles olhos azuis, nos defendendo, vibrando, gritando… É tão lindo de se ver, genuíno, especial…

É Uma delícia estar compartilhando esse momento com uma apresentadora que eu tanto admiro. E também com o Marone! No meu último trabalho na Globo eu fiz par romântico com ele em Como Uma Onda. E quando ele tava negociando com a Record, eu fui uma das pessoas que incentivou ele a vir pra cá, falando das coisas boas que temos nessa empresa em que estou há doze anos. Estou muito feliz também em poder estar com ele nesse sonho dele que sempre foi ser apresentador.

São muitos sonhos se realizando, a volta da Xuxa nesse projeto lindo, numa das melhores fases da vida dela, mostrando uma “nova” Xuxa. Está sendo muito rico. Eu acompanho o Dancing with the Stars há muitos anos e sempre amei esse programa. Estou realizando um sonho, sempre quis participar de algo relacionado à dança. Parece que estou vivendo um sonho acordada.

A sua filha assiste ao programa? O que ela diz?

Ela não assiste ao vivo porque é muito tarde, mas depois eu mostro pra ela. Ela fica encantada, ela dança ballet e se apresenta no teatro, tá achando um máximo ver a mamãe dançar e nem sabia que a mãe dela sabia dançar assim, fica meio sem entender…. Ela olha e fica sem acreditar…E tá muito feliz em me ver trabalhar com a Xuxa. Ela é uma coisa fofa, o amor da minha vida.

Quais sãos seus novos projetos envolvendo TV, cinema e teatro?

No segundo semestre eu faço o lançamento do primeiro longa da Netflix, O Matador, do Marcelo Galvão, é uma participação especial porque é um filme com poucas mulheres. Depois lanço minha revista digital, que vai falar sobre moda, beleza, arte. Estou com uma parceria com o R7 por conta dos meus canais nas redes sociais. Estou me lançando como produtora, estou investindo em séries com um grupo de pessoas bem interessante. E também como apresentadora. Agora, a dança está tomando conta de todo o meu tempo.

Pelas redes sociais, Maytê mostra os bastidores da atração de Xuxa:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio