“Nunca brigamos”, diz Isabella Fiorentino sobre parceria com Arlindo Grund

Publicado há 2 anos
Por Leandro Lel Lima
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Era para ser um programa de moda em ritmo de temporadas, e lá se foram dez. Tudo graças ao entrosamento de Isabella Fiorentino e Arlindo Grund o Esquadrão da Moda é um dos maiores sucesso do SBT.

Em entrevista ao Observatório da Televisão, Isabella fala sobre a química com o colega de trabalho e também como a moda pode influenciar as pessoas a terem uma autoestima elevada. Nas noites de sábado da emissora de Silvio Santos, a partir das 21h15, a dupla dá dicas de como se vestir bem no trabalho, em casa, no happy hour, festas e demais eventos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Esquadrão da Moda

O programa deixou de ser por temporada e está fixo na grade. Qual é a fórmula?

“Estamos há dez anos no ar, fixos na grade. Todo mundo muito impressionado com a forma como falamos sobre mesmo assunto, mas de formas diferentes”.

Confiança

Qual é a importância da moda?

“Moda não é futilidade. Moda ajuda você a mostrar sua personalidade, sua atitude. Cada um tem o seu estilo e ninguém consegue copiar. A roupa tem o poder de melhorar a sua autoestima”.

Mantém contato com as convidadas?  

“Graças às redes sociais a gente mantém contato. Umas seguem [as dicas] outras não. Algumas se inspiram em personagens de novelas, mas isso é na novela e na vida não funciona. No escritório não dá pra você usar o que quer”.

Sexy sem ser vulgar?

“É uma frase clichê, mas é verdade. O empoderamento também pode ser distorcido. Temos que ter inteligência para fazer a coisa certa e na hora certa. Topless lá fora não tem nada demais. Aqui as pessoas ficam horrorizadas. A roupa expressa muito o que a gente é”.

Grana

É preciso gastar muito para se vestir bem?

“Não, pelo contrário. Frequento a missa todo domingo, vou todos os domingos, e nas igrejas mais simples é onde as mulheres estão bem mais vestidas, mostra uma educação. E o conforto acima de tudo. Sou super simples”.

Como define a sua parceria com o Arlindo?

“A gente só deu muito certo porque temos a mesma base de valores, muito respeito pelo outro. Estamos juntos mais do que muito casal. Dez anos sem brigas, sem separação”.

No Desengaveta, do GNT, você revelou que tinha duas calças iguais, duas camisas…

“Tenho um problema. Tenho muita coisa de dois. É ruim contra o que eu aprendi com a minha mãe ou prego hoje: consumo consciente. Não uso sacola plástica, só caixa de papelão no supermercado, quando ganho presentes, devolve as caixas. Aprendi com a minha mãe. Tenho sentimento por roupas, me lembro de fases da vida, lugares”.

Você é organizada?

“Sou organizada, não metódica. Gosto de tudo arrumadinho, uma casa limpa”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio