Nicola Siri fala sobre personagem, Pôncio Pilatos em Jesus: “Eu mentalizei que faria esse personagem”

Publicado há 2 anos
Por João Paulo Reis
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na novela Jesus, Nicola Siri interpreta Pôncio Pilatos, governador da Judeia. Um homem capaz de ordenar os piores massacres para manter a paz de seu povo. Em conversa com nossa reportagem durante o evento de lançamento da trama,  o ator contou que é um personagem que sempre quis fazer, inclusive é o tema de seu livro favorito. Confira:

Leia também: Isis Valverde exibe flexibilidade em manhã de alongamento

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Como surgiu o convite para interpretar Pôncio Pilatos na novela Jesus?

O diretor Edgar Miranda me chamou e falou ‘Nicola, Pôncio Pilatos é você’. Eu amo Edgar,já fiz muitos trabalhos, é um diretor fantástico. Nos gostamos muito e ele confia muito no meu trabalho. Sei que ele sempre vai me dar as dicas, e as coisas perfeitas para cumprir meu dever de ator com a maior liberdade, carinho, e foco.

Como foi seu trabalho de pesquisa?

Eu fiz estudos clássicos no ensino médio, significa que estudei latim, grego antigo e a gente baseia muito nossa formação em Roma. É  o que chamamos de Latinidad, que é tudo o que significa latim para nós italianos. Então já tenho uma base muito grande. Quando me falaram do personagem, eu já tinha estudado sobre ele quando fiz participação em Milagres de Jesus, depois peguei muita referência de cinema. Voltei a estudar latim porque na trama falo de vez em quando. Falo e traduzo em seguida.

Nicola Siri fala sobre personagem ser feito sob medida

Você acha que esse personagem estava escrito para você?

A Paula Richard (autora) está escrevendo de maneira tão maravilhosa, que parece que está escrevendo para mim. Eu estou realmente amando isso. Meu livro preferido é o livro de um autor russo chamado Mikhail Bulgakov, de 1935, que se chama O Diabo Solto em Moscou. Metade desse livro é sobre Pôncio Pilatos. Sabe quando você mentaliza para ser Pôncio Pilatos? Eu mentalizei que faria esse personagem. Assim como foi em Poder Paralelo que eu era o cara que matava todo mundo. No primeiro dia de gravação, eu já sabia que era o Guri. No finalzinho, uma semana antes de gravar, me ligaram o autor, e o diretor para contar. Fiquei felicíssimo.

Você foi para Marrocos?

Infelizmente não.

*Entrevista feita pelo jornalista André Romano

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio