“Não sei se a Jeiza vai usar a força bruta para se defender”, diz Paolla Oliveira sobre nova personagem

Publicado há 4 anos
Por Redação
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Paolla Oliveira irá interpretar uma policial linha dura em ‘A Força do Querer’, próxima novela das nove da TV Globo.

A atriz conversou com nossa reportagem e contou um pouco da preparação em torno dessa personagem polêmica.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Confira o papo:

Conte-nos um pouco dessa personagem em ‘A Força do Querer’?

“A Jeiza é forte! É tanta coisa que essa mulher faz. Ela é bem diferente. Ela tem uma força fora do lugar comum. Ela tem uma vida dentro do universo masculino. Mas ela é feminina, divertida. Ela tem uma relação muito bacana com a mãe. Está atrás de um amor. Ela é à força da feminilidade.”

Como está sendo a preparação para a personagem, já que ela é uma lutadora? Você se inspirou na Ronda Rousey?

“A Ronda Rousey é uma boa inspiração. Ela pode perder. Mas ela sempre será uma boa inspiração. Eu fazia luta mais esporadicamente. Eu agora estou fazendo os treinos mais focados na luta em si. Mas os treinos são os mesmos. Eu já treinava. A rotina não mudou muito. Mudou o treinamento em si. Eu tenho gostado muito de treinar. Eu estou me divertindo.”

Sua personagem é policial na trama. Ela é feminina apesar da profissão?

“Ela é feminina sim. Ela é forte demais. Ela convive com arma, faca. Ela luta. Mas não deixa de ter um bom humor, de ser linda, de se preocupar com a roupa, de procurar um amor, como todos. Eu acho legal isso, que tira do estereótipo, sabe? Que a mulher tem que ser assim, ou assado. Ela é uma mistura de tudo. Pra mim, vai ser diferente e para quem vai assistir também.”

E o triângulo amoroso que ela vai protagonizar com os personagens de Marco Pigossi e Isis Valverde?

“Esse triangulo eu acho que se estabelece mais para frente. Agora, ela encontra uma pessoa que ela implica de cara, que é o personagem do Pigossi. Mas eles percebem que têm muita coisa em comum. Não existe um triangulo, sabe? Ela é muito na dela. Ela não é de triangular. Ela vai mais no instinto dela. Mas depois que as coisas que se desenrolam para esse lado. Não sei se a Jeiza vai usar a força bruta para se defender. Eu não sei. O que eu sei até agora é isso. Ela se encanta pelo personagem do Pigossi. É isso.”

Você vai interpretar a Elke Maravilha em ‘Chacrinha — o filme’. Como está sendo essa experiência?

“Eu estou na expetativa. Foi adiada a filmagem. Já estudei bastante. Já vi de tudo. Assisti aos programas do Chacrinha… Vai ser uma experiência muito legal. Estou torcendo que comece logo a filmar. Com a novela no ar, não sei como vai ficar.”

Você é ligada em moda?

“Não tem como não ser ligada em moda, né? Todo mundo é ligado em moda. Eu gosto de vestir coisas confortáveis. Eu gosto de uma moda mais real.”

As pessoas te pedem conselhos de moda?

“Eu dou muitos conselhos pela internet. O público sempre pergunta ‘qual roupa eu devo ir? ’. Eu sempre leio os comentários e respondo sempre. Se não tem a peça, substitui por outra. Eles já falam do look já montado, pronto. É legal essa interação.”

Você gostaria de ter um blog de moda para poder dar dicas para o público?

“Eu não sei se eu teria um blog. Tem que ter uma dedicação, né? É algo diferente. Eu não tenho mais tempo para isso. Eu acho que eu não saberia fazer. De ser tão rico de conteúdo como essas blogueiras da atualidade. Elas são atômicas. Tem assunto de todo lado. Mas eu acho legal poder falar um pouco mais de mim. Poder falar do que eu gosto. Ou descobrir algo com as pessoas da internet.”

Qual é a sua relação com as redes sociais?

“Eu tenho Instagram e Facebook. São os dois que eu tenho ainda. Eu estou me adaptando. Eu sei que eu sou lenta, que todo mundo já está adaptado. Mas cada um tem o seu ritmo. Eu acho que as redes sociais têm que ter essa função legal. Elas estão ai. Não tem como ignorar. Mas acho que deve ter uma função bacana. É o canal mais direto que eu tenho com a minha verdade. Então tem que ser as coisas que eu gosto e tudo mais.”

ENTREVISTA REALIZADA PELO JORNALISTA ANDRÉ ROMANO

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais