Marina Ruy Barbosa brinca sobre sua participação no especial de fim de ano do Roberto Carlos: “Sem expectativas galera, por favor”

Publicado há 2 anos
Por Henrique Carlos
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Marina Ruy Barbosa foi uma das convidas para cantar com Roberto Carlos, no especial de fim de ano do cantor na TV Globo. A princípio, surgiram dúvidas sobre a participação da atriz, já que boatos davam conta de que Roberto, supersticioso, estaria indeciso devido à personagem de Marina em O Sétimo Guardião. Mas tudo se resolveu e o especial foi gravado com sucesso. Em entrevista ao Observatório da Televisão, a atriz global revelou detalhes da sua participação e falou sobre a polêmica de seu convite.

Leia também: Marina Ruy Barbosa revela como foi encontro com Roberto Carlos em especial da Globo: “Nunca imaginei”

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

É a sua primeira vez cantando, certo? 

“Sim, é a primeira vez”.  

E como está sendo essa experiência? 

“Olha, eu até brinquei nos ensaios, porque é tão emocionante estar ali no palco com o Roberto, ele é tão generoso e carinhoso. É uma oportunidade e uma sensação tão mágica, não sabia se tinha ficado bom, mas eu me diverti para caramba. Realmente são muitas emoções. Claro que eu estudei a música, mas eu realmente estou gravando enlouquecidamente a novela. Então eu não estou preocupada porque eu não sou cantora, sou atriz”.

Bate uma vontade de tentar algo na música ou a ideia é só continuar na atuação mesmo? 

“Atuar é o que eu quero fazer para o resto da vida. Mas eu fico muito feliz em ter tantas oportunidades, de poder realizar tantos sonhos tão jovem graças à minha carreira. A minha profissão me dá a oportunidade de viver tantas coisas que eu não imaginava que eu iria um dia ter a oportunidade. Estar hoje aqui com o Roberto, é mais um sonho que estou realizando e eu me sinto muito abençoada com isso, de poder ter essa oportunidade e esse momento”.

Ensaios

Você sempre foi afinadinha ou você teve que treinar bastante? 

“Na hora da emoção do show eu não sei como vai ser, porque é um turbilhão de sentimentos. Mas eu espero ficar afinadinha”.  

Você participou da seleção da música? 

“Sim! Eles perguntaram algumas músicas que eu gostava, difícil falar algumas porque eu gosto de todas. Inclusive quando eu fui ensaiar com o Roberto no estúdio, eu perguntei se tinha uma música especifica no repertório. Essa música é uma das minhas prediletas, ele disse que não estava e eu falei que amava, aí a galera da banda começou a tocar e ele perguntou se eu queria que ele cantasse. Logo depois ele cantou a minha música predileta”.

Polêmica

Saiu notícias sobre o Roberto Carlos ter ficado supersticioso por causa da sua personagem em O Sétimo Guardião, mas voltou atrás. Ele falou alguma coisa sobre isso com você? 

“Isso teoricamente você vai ter que perguntar para ele, porque eu não sei te dizer o que aconteceu e se em algum momento teve alguma dúvida. Eu sei que o Roberto foi muito gentil e em algum momento ele me ligou pessoalmente fazendo o convite. Eu já tinha ido em alguns shows dele antes, já estive na plateia de outros especiais e esse ano ele foi muito generoso comigo. Ele acompanhou Deus Salve o Rei, está acompanhando O Sétimo Guardião, falou que é uma personagem de muita luz. Mas, não sei… sempre tem esses boatos”. 

Você já tinha conversado com ele em outra ocasião. 

“Sim, o Roberto é noveleiro e todo mundo sabe. Então já estive com ele em outras oportunidades, ele sempre se mostrou muito querido e acompanhou meu trabalho”. 

Você ensaiou muito? 

“Com ele eu ensaiei duas vezes e hoje é a terceira, mas sozinha foram várias vezes, porque eu fiquei com a música sem parar. Fiz ainda aula de preparação vocal, para ficar mais segura e tentar fazer o melhor, mas sem expectativas galera, por favor (risos)”.

Planos para 2019

Você fez duas novelas esse ano. Vai entrar em 2019 trabalhando ou depois de O Sétimo Guardião você pensa em dar uma parada? 

“Eu tenho planos para depois. Acho que eu realmente emendei uma novela na outra e foi um tempo muito curto, só três meses fora do ar e sem trabalho foram só uns 12 dias. Mas foi uma escolha minha, eu amo trabalhar e é isso que me move. Ao mesmo tempo desafios me motivam. Óbvio que às vezes eu corro riscos, como por exemplo cantar com Roberto Carlos, não é a minha zona de conforto, mas isso me dá um gás. Eu gosto de desafios. Eu não sei te dizer como vai ser quando terminar a novela, mas sim, vou querer ter um tempo maior para mim. Um para a minha família e meu marido, para estudar e descansar, renovar as energias para um próximo trabalho. Eu estou doida para pegar uma vilã”.

*Entrevista feita pelo jornalista André Romano.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio