Kim da vida real, empresária revela bastidores com influencers e dá dicas para ser sucesso na internet

Publicado há um ano
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na novela A Dona do Pedaço, o autor Walcyr Carrasco aborda um tema em alta e que traça paralelo com a realidade dos jovens e do futuro da empregabilidade em seu parâmetro mundial: Os Digital Influencers. A profissão se tornou ponte para quem quer atingir status de sucesso, seja ele no cenário artístico ou empresarial. O aumento pela busca de como se tornar um famoso influenciador na internet foi visto como uma área rentável para empresários visionários que encontraram na área, uma forma de lançar no mercado nomes com potencial para agregar conteúdo.

É o caso da empresária Fabiana Carrazedo, paulista de 31 anos, que conta em entrevista ao Observatório da Televisão os trâmites e funcionalidades dos seu trabalho junto aos influencers. Questionada sobre os principais critérios de escolha para aceitar agenciar um nome, Carrazedo explica que, mais que conhecer o perfil do agenciado, é necessário mergulhar a fundo na vida dele: passado, presente e futuro.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Não é só empresariar, é preciso entrar na vida da pessoa e entender quem é ela, entender o dia a dia dela, entender as emoções dela. Então, para termos o comprometimento da pessoa, precisamos jogar junto com ela. Meu foco não é ter um monte de empresariados, é ter um empresariado que eu possa dar a minha atenção completa. É dar a mão para a pessoa porque o sonho da pessoa vira seu sonho também“, contou ela, que gerencia a carreira artística do cantor Nathan Barone, hoje com mais de um milhão de seguidores em suas redes sociais.

Em A Dona do Pedaço, Monica Iozzi interpreta Kim, personagem responsável por lançar influencers ao mercado

Monica Iozzi (Divulgação/TV Globo)

Quando o assunto são metas e abordagens exigidas pelos empresariados e por aspirantes a influencer, Fabi Carrazedo fala de comprometimento e dedicação. “É preciso saber dos objetivos. Sempre pergunto de onde são, aonde estão e para onde querem ir. É muito importante entender o percurso do passado e o quanto estão comprometidos para chegar no objetivo. Eu não sou criadora de conteúdo, eu não canto pelo artista, eu não crio nada por ele. Eu posiciono eles na carreira, faço direção artística para onde eles querem estar. Eu sempre falo que esse é o comprometimento que eles tem de ter. 80% é deles e 20% é meu, eu executo. Eu abro as portas, faço apresentações. A minha parte é colocar ele com um parceiro de mídia, diretor de televisão e com pessoas que vão enxergar ele como artista ou como influenciador“, afirmou.

O jornalista e Youtuber Rafael Machado, presença frequente no Melhor da Tarde com Cátia Fonseca, também está entre seus gerenciados. Hoje ele reúne quase um milhão de inscritos em seu canal no Youtube.

Sobre abordagens errôneas de pessoas querendo alcançar um objetivo sem ter perfil para tal e a todo custo, a empresária prefere não investir. Segundo ela, ter ética e conduta profissional é fundamental para criar alianças seguras e promissoras. “Ganhar seguidores não é do dia para a noite. Ganhar seguidores vai da sua produção de conteúdo. Então, hoje o influenciador para mim tem que ser um construtor de produção de conteúdo. Ele tem que se preocupar em ter uma disciplina diária, para produzir um conteúdo e atingir uma base de fãs e corresponder à ela positivamente.”

Fabi Carrazedo ao lado de Fernando Escarião, cantor e digital influencer

Fabi Cazarredo e Fernando Escarião (Reprodução: Instagram)

Se é necessário ter feeling para enxergar potencial em alguém, Fabi relata ter criado esse sentido com o tempo. “No começo eu achava que era possível fazer isso com todo mundo, mas não é. As pessoas vendem a imagem que elas querem, mas na hora da execução é outra coisa. No dia a dia você vê quem realmente está afim ou não. Hoje só de olhar eu consigo sacar“, contou.

Renato Jardim está entre os empresariados de Fabi Carrazedo

É comum no meio artístico pessoas que buscam agentes especializados em criar situações que possam render na mídia, o chamado factóide. A empresária não esconde que, sim, existem casos de pessoas que já a procuraram para essa finalidade. “Acontece, não com tanta frequência, mas acontece. As pessoas quando estão desesperadas, querem viralizar de qualquer forma. Nunca aconteceu de oferecerem dinheiro, sou muito séria quanto a esse tipo de conduta, mas eu já fui abordada para criar uma situação que causasse na mídia. Eu, claro, disse ‘não’. É o meu nome que está em jogo e isso é muito mais importante que a audiência desse ato. Eu nunca aceitei!“, ressaltou.

Fabi Cazarredo com Nathan Barone e Amanda Miller (Reprodução: Instagram)

Dicas para ser sucesso na internet:

Ter disciplina e comprometimento na produção diária de conteúdo. Não desistir se algum de seus conteúdos não teve o engajamento esperado. Estar por dentro de todas as ações e pedidos de orçamentos que chegam. Estudar e estar sempre atualizado do que está rolando no universo de conteúdo que atua, seja na música, no entretenimento. Ter um bom relacionamento com outros influenciadores também é super importante“, avisa.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio