João Baldasserini revela estar empolgado com Salve-se Quem Puder: “Entraremos para a história”

Publicado há 9 meses
Por Henrique Carlos
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

João Baldasserini está preparado para fazer história com Salve-se Quem Puder, próxima trama das 19h, que substitui Bom Sucesso. Escrita por Daniel Ortiz, a novela promete inovar e trazer uma história de tirar o fôlego do público. O ator viverá Zezinho, um rapaz humilde e que surpreende por seu jeito de ser.

Zezinho trabalha no serviço de proteção, mora em um sítio com sua família e encontra uma mulher que acredita ser o grande amor de sua vida. Em conversa com o Observatório da Televisão, João contou detalhes de seu personagem e também revelou o que esperar de Salve-se Quem Puder. Confira:

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Como é a relação do Zezinho com a Alexia (Deborah Secco)?

“Ele se apaixona, tem uma relação de gato e rato com ela, que é muito divertido. Faz o bronco, o xucro, que não se apaixona e que não pode se apaixonar, porque ele trabalha no serviço de proteção a testemunha, onde ela está guardada.

Tem essa responsabilidade de não poder se envolver com ela, mas ele acaba se apegando a ela e acaba tendo momentos quentes e trocam olhares. Esse jogo entre os dois é muito gostoso, me lembra muito a obra de O Cravo e a Rosa.”

Ele também é disputado pela personagem da Dandara, né?

“Sim, mas ela entra mas para frente, só que ele é alucinado pela Alexia. A gente ainda não sabe, mas deve rolar alguma coisa que afasta ele da Alexia e afasta ele da Dandara, mas no momento eu estou gravando mais com a Deborah.”

Sotaque

Você chegou a tirar seu sotaque?

“Dessa vez não, mas eu sempre tenho que neutralizar ele para outros papéis, nesse personagem eu tive que pisar na roça mesmo. Está sendo muito divertido isso, é um ambiente gostoso, eu vivo em um sítio, pego galinha, tem os porcos… Eu não cresci nesse lugar, mas como ator eu sempre sonhei em pegar um papel desse. O Daniel disse: ‘Eu escolhi o Zezinho para você’.

Eu acredito que entraremos para a história com Salve-se Quem Puder, é uma novela que tem muitos elementos e para a minha carreira… Fora que eu estou em um momento pessoal muito feliz, casei, estou com filho e é uma novela que está bem com todos esses elementos para preencher e rechear esse personagem para mim. Eu estou comendo esse personagem com farofa.”

Você e a Ermelinda (Grace Gianoukas), mãe do seu personagem, brincam e improvisam muito?

“Sim, o texto acho que permite, o nosso núcleo é bem livre, a direção está deixando bem à vontade. Apesar de ser real, acho que a graça está na simplicidade dele, na pureza, na honestidade. E eles não são ignorantes, burros ou xucros, eles são simples.”

Você teve que mudar alguma coisa no visual para o personagem?

“Eles cortaram o meu cabelo, deram uma escovada nele. Ele é um galã de rodoviária, é um bonitão, pediram para eu entrar para a acadêmia, porque ele tira a camisa e toma banho no rio. Fiz umas coisas de congelamento de gordura, cheguei a emagrecer uns dois quilos. Está sendo um prazer me cuidar para esse personagem.”

Pureza

Essa pureza do Zezinho vai levar ele longe, né?

“Eu não sei como o Daniel [Ortiz] vai levar o Zezinho, mas ele é um personagem que merece o mundo. É um personagem meu que vai entrar para a história, no momento que o Brasil vive, o Zezinho poderia ser o nosso presidente.”

Como está sendo trabalhar com a Grace?

“Ela é maravilhosa, a gente se olha, bate o texto e ela é muito generosa. Ela é incrível, engraçada…”

Como é essa história que seu personagem vai ter uma galinha?

“Isso, é a Felipa (risos). Ela é meu bichinho de estimação, eu nunca tinha pegado uma galinha na mão e foi uma loucura. Já peguei sapo na mão e sapo foi difícil.”

Você está fazendo um papel cômico e essa é mais ou menos a cara que você ficou para a televisão. Isso te incomoda?

“Foi em uma novela do Daniel Ortiz que eu me descobri fazendo comédia e que eu virei ‘comediante’, sei lá. Não digo que eu sou comediante, acho que é diferente, é uma questão de interpretar a comédia. […] Mas eu tenho feito comédia, tenho achado ótimo, estou trabalhando, ainda mais agora com neném, família e cachorrinho… Mas que eu quero fazer uma novela das oito, eu quero.”

*Entrevista feita pelo jornalista André Romano.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais