Isabelle Drummond fala sobre a reprise de Novo Mundo

Atriz acredita que é importante público rever história do país

Publicado há 6 meses
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A atriz Isabelle Drummond falou sobre sua participação em Novo Mundo, em 2017. A artista foi a protagonista do folhetim, ao lado de Chay Suede. Ela interpretou Anna Millman, uma inglesa e professora de português, que se muda para o Brasil.

Em entrevista, ela revela que gostou muito da notícia do retorno da
novela que protagonizou, apesar do momento delicado no país, por causa da
pandemia do novo coronavírus. Confira.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O que você achou de Novo Mundo ter sido escolhida para ser exibida neste momento?

Adorei essa notícia. Apesar do momento difícil, a arte nos cura muito.
Acho que, no que pudermos nos ajudar nesse momento, melhor. ‘Novo Mundo’ é uma
novela especial. A personagem Anna Millman foi muito importante dramaticamente,
e seu diário, muito poético. É o olhar dela sobre toda essa história. Ela é
muito forte. E a história do Brasil precisa ser contada. É lindo esse enredo.

Qual cena gostaria de rever? E que lembranças você guarda da época?

Quero rever algumas cenas como a do tiro em Joaquim (Chay Suede) no barco e as nossas lutas, pois foram muitas madrugadas gravando naquele barco. O barco é uma dessas lembranças com certeza. O elenco se uniu muito para todas aquelas lutas. Fizemos quase tudo, mas nos treinaram muito antes. Foi a melhor preparação de novela que já fiz.

Anna ( Isabelle Drummond ) (Divulgação/Globo)

A novela estreou em 2017. Como acha que o público vai recebê-la agora?

Acho que muito bem. Estamos vivendo um momento difícil no país e no
mundo. É bom falar sobre nossa cultura. Entender de novo o porquê de sermos
quem somos.

O que aprendeu com sua personagem?

Ah, muitas coisas! Anna é arte pura. Gostava de poesia, pintura e
contemplava a natureza, obra de Deus. E além disso, tirava uma lição de tudo o
que vivia. Aprendi muito com ela.

Como foi a experiência de trabalhar com esse elenco e equipe?

Foram muitos encontros lindos. Dhu Moraes, Rodrigo Simas, meu querido irmão, Leticia Colin, Chay Suede. Todos uns queridos, além dos diretores que adoro, Vinícius Coimbra, Bruno Safadi. Só tinha gente do bem.

Joaquim ( Chay Suede ) (Divulgação/Globo)
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais