Gabriella Mustafá revela que não aceitaria uma amiga como Nanda de Malhação: “Não gosto de relações tóxicas”

Publicado há um ano
Por Greicehelen Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Gabriella Mustafá está bombando como Nanda na temporada Malhação: Toda Forma de Amar. Com o sonho de ser uma grande cantora, a adolescente morre de inveja de Raíssa (Dora de Assis), sua amiga desde a infância e que tem um talento nato para a música.

Além disso, a personagem também
sabe que rola um sentimento entre a coleguinha e o seu namorado Camelo (Ronald
Sotto
). Entrevista ao Observatório da Televisão, Gabriella revelou
que esse triângulo amoroso ficará intenso nos próximos capítulos da trama, principalmente
por causa de um concurso de talentos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A atriz também confessou que não aceitaria ter uma amiga como Nanda, mas entregou quais pontos positivos da personalidade da jovem admira. Por fim, Gabriella Mustafá ainda falou sobre sua relação com a dança e o funk. Confira tudo a seguir:

A novela

A Nanda está fazendo o maior
sucesso em Malhação. Como você está acompanhando a repercussão positiva da
personagem? Ela já chegou na trama como uma grande promessa.

Eu estou muito feliz com o sucesso da personagem nas redes sociais. Acho que as pessoas amam odiar a Nanda, eu sinto isso. E eu acho que a promessa está se cumprindo. Recebemos até o capítulo 100, então já temos um terço da novela, temos uma noção de para onde essa trama vai acabar nos levando. E a Nanda está vindo com uma vilania e tem uma humanização. Vamos passar por um momento que eu acho que não posso dar spoiler, mas vai ter um momento de humanização da Nanda.”

Nanda flagra Camelo e Raíssa se beijando (Foto: Globo/Paulo Belote)

Essa vilania chega no concurso do programa Vai no Gás? Ou tem está relacionada ao sentimento que o Camelo tenta esconder pela Raíssa?

O relacionamento da Raíssa e
Camelo, esse triângulo vai mexer com ela. Depois daí a Nanda vai ser tiro,
porrada e bomba mesmo para cima da Raíssa nessa competição. Além de ela perder o
Camelo, ela perde para a Raíssa. Isso mexe com o ego dela e vamos ter uma trama
cheia de nuances. Eu estou me divertindo muito fazendo
. Acho que a gente
sofre de ansiedade por querer saber o que vai acontecer. Eu sou muito ansiosa
na vida, então é impossível não transmitir isso para a trama, o personagem e o
dia a dia. Eu estou feliz, acho que estamos nos divertindo fazendo. Lógico, tem
os sofrimentos e as angustias, normais do trabalho. Autocrítica, se olhar e ver
que poderia ter feito de outro jeito. Mas eu estou me divertindo, está sendo um
trabalho leve.”

Semelhanças

Você tem alguma semelhança com
a Nanda? Ela é uma garota de personalidade forte e bem sincera.

“Eu acho que nós temos uma vertente e energia do personagem. Acho que a TV busca muito isso, o naturalismo. A TV busca pessoas que tenham características, não só físicas, mas de potência em cena. Eu acho que tenho a coisa da Nanda de ser muito autêntica, não tenho muito medo de ser quem eu sou. Mas eu também não tenho esse ‘sincericídio’ da Nanda. Acho que por uma boa convivência, manter um ambiente de trabalho, com seus amigos e na sua casa, você tem que guardar algumas coisas para si. Também não tenho esse espírito competitivo da Nanda. Acho que tenho, talvez, uma segurança em algum lugar da Nanda, que eu possa passar da Gabriella para a Nanda. Mas eu não me identifico com a Nanda desde a maneira de se vestir até a maneira de agir.”

A sua personagem não mede
esforços para atingir seus objetivos. Para ela o céu era o limite?

Acho que para mim também o céu é o limite, mas a Gabriella tomaria outras atitudes para poder chegar até o céu (risos).”

Parceria com Sophia Abrahão

Como está sendo gravar ao lado
da Sophia Abrahão, que está fazendo uma participação especial?

Está sendo um prazer. Eu não conhecia a Sophia. Trabalhei com o Arthur (Aguiar), que já trabalhou com a Sophia e sempre falou muito bem dela. Gravamos pouco ainda, estamos no processo, começando a gravar as competições e os treinamentos. Mas a Sophia é muito doce, parceira de bater o texto no camarim e muito presente. Então está sendo um prazer! Estou ansiosa para começar a gravar as sequências mais intensas de apresentações, treinamentos. Está sendo uma experiência muito boa e a Sophia é muito querida e presente aqui com a gente.”

Sophia Abrahão, Montenegro (Nelson Freitas), Nanda (Gabriela Mustafá) e Raíssa (Dora de Assis) em Malhação (Divulgação/TV Globo).

A dança

A Nanda arrasa dançando,
principalmente ao som do funk. Você está treinamento muito o rebolado?

Eu sempre gostei muito de dançar, sempre fui muito ligada a dança. Acho que hoje em dia o funk acaba sempre nas festas, então temos muito mais contato do que antigamente. Lógico, tem sempre um truque! Temos a Tati, nossa professora de dança e sempre passa as coreografias. É diferente você dançar numa festa e dançar com coreografia e estrutura diferente. Fico um pouco ansiosa, mas estou me divertindo. Está sendo legal, tem que aprender, não adianta.”

O funk

Qual a sua relação com o funk?
Já ouvia? Tem um artista preferido nesse seguimento musical?

Eu não tinha muita relação
com o funk. Sou do interior, então eu escuto muito sertanejo, tenho uma outra
vivência. Mas o funk hoje tomou uma proporção muito maior. Ele realmente dá voz
às pessoas, às meninas, aos MCs que querem sair da favela e mostrar a cultura. Não
é nem sair da comunidade, mas levar essa cultura. E o funk virou muito
comercial, ele toca no rádio e nas festas. Quando você vê, você já está
consumindo. Eu não tinha muito contato, mas é inevitável, ao mesmo tempo, não
ter. Acho que para a inspiração, tanto da Nanda quanto da Raíssa, é a Anitta,
Ludmilla, essas mulheres que hoje estão estourando não só no Brasil, mas fora. Essas
são as inspirações, não tem como fugir disso. A Nanda também tem uma coisa do
trejeito, eu tentei buscar muito isso. Elas são mulheres muito seguras. Hoje
vemos Anitta com uma carreira internacional, buscando o espaço dela lá fora. Ela
é muito segura, corre atrás. A Nanda tem essa característica que eu vi não só
na Anitta, mas em várias outras meninas, que acabo seguindo no Instagram, que
são influenciadoras dentro das comunidades. Às vezes temos uma outra visão de
blogueiras, mas tem influenciadoras dentro da comunidade. E a Nanda é, sem dúvida,
uma dessas meninas que as outras se inspiram.

Relações tóxicas

Você conseguiria viver com uma amiga do mesmo perfil da Nanda?

Não! Eu já tive amigas que são um pouquinho invejosas, também tem aquela idade da maldade, mas eu nunca tive amigas como a Nanda. Eu não sou uma pessoa que gosta de ter relações tóxicas em nenhum aspecto da minha vida. Eu acho que tem o relacionamento abusivo na amizade, nos namoros, nos relacionamentos. Tudo o que faz mal, tudo o que não traz paz para o coração, não faz sentido. Eu jamais conseguiria viver com uma amizade como a da Nanda.”

Nanda, Camelo e Raíssa (Foto: Globo/Paulo Belote)

Você sempre teve essa
consciência e facilidade para identificar relações tóxicas?

Eu tive essa noção de relações tóxicas nas nossas vidas muito nova. Acho que nós artistas somos bem mais sensíveis. Desde de criança, mesmo não vindo de uma família de artistas, eu sempre fui muito sensível. E quando você é sensível, você procura se questionar mais e ver o que te faz bem realmente, não é tão claro. Eu sempre me questionei muito e sempre soube o que eu quero ser. Na verdade, o que eu sou é o melhor que posso ser hoje. Mas eu sempre busquei o que quero ser. E o que eu quero ser, essas pessoas não fazem parte da minha jornada, não têm que estar comigo nesse caminho.”

*Entrevista feita pelo jornalista André Romano.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio