Ex-paquita Ana Paula Almeida comenta participação do marido no Troca de Esposas: “Nós tiramos de letra tudo isso”

Publicado há 2 anos
Por André Júnior
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O episódio de Troca de Esposas da última semana teve a participação de Ana Paula Almeida, a ex-paquita Pituxita. Surpreendendo aos espectadores, pela primeira vez nesta temporada, a troca aconteceu entres os maridos. A participação do marido de Ana Paula (41), o comerciante José Roberto (54),  deu o que falar e causou muita polêmica entre os internautas e fãs do reality show.
 
Atração apresentada por Ticiane Pinheiro, Troca de Esposas é a versão brasileira de Wife Swap, que já foi produzida em mais de 20 países. No Brasil, a produção é da Teleimage e vai ao ar todas as quinta-feiras na faixa das 22h30 pela Record TV. O Observatório da Televisão bateu um papo com Ana Paula. Confira:
 
 

Gravações

 
Ana Paula, como foram as gravações do Troca de Esposas para você? Valeu o desafio ou ficou traumatizada com o reality?
 
Super valeu. Eu adorei conhecer a família deles. O Mauro é uma pessoa incrível e super agradável de conviver durante uma semana. Eu imaginei que ele seria um homem marrento, bravo, talvez até estúpido. Não é preconceito, mas eu tinha a impressão que ele fosse um homem muito “prático, sabe?”. Mas eu adorei a experiência e meu filho aprendeu muito com ele.
 

Regras da casa

 
Neste novo formato, durante os primeiros 4 dias a esposa segue as regras da casa em que está confinada e depois começa a ditar as regras conforme o seu comportamento, certo? O que foi mais difícil para você, implantar uma nova rotina ou seguir as normas de outra família?
 
Neste caso, como foram os esposos, o meu marido Beto quem passou por essa dinâmica. O mais difícil para mim foi o fato de não ter um horário para comer, e não poder cozinhar. Tudo era resolvido de última hora. Eu tive alguns desentendimentos com ele quanto à higiene, mas sempre foi assim. O Mauro estranhou as “regras da minha casa”, que na verdade, não são mais regras para nós, á a nossa rotina e a forma em que vivemos.
 

Costumes

Ana Paula e marido (Reprodução)
Você acredita que exista o certo e o errado no quesito família ou tudo depende dos costumes e moral de cada um?
 
Eu acredito que não existe regra, tudo depende da cultura e das morais de cada um. Nós temos de respeitar a forma de pensar e viver de cada um. O respeito é fundamental! Mas acima de tudo, eu acredito que existam limites. Existem alguns limites que eu julgo primordiais para o meu filho. Eu trabalho desde os 10 anos de idade, então, eu sei como o “mundão” aí fora funciona no quesito de horários a serem respeitados e responsabilidades que precisam ser adquiridas. Eu limito a hora do sono, a hora do jogo, a hora do estudo, e nos finais de semana ele quem faz a dinâmica dele. Nos finais de semana não há esse horário regrado. Todos da minha família gostam de desafios, então nós tiramos de letra tudo isso!

Filhos

Você não tem vontade de ter mais filhos?
 
Eu já tive essa vontade, mas na época eu fazia faculdade e trabalhava muito com o meu marido. Eu amo crianças, eu amo educar, eu amo criar o meu filho e ser referência na vida dele. Eu já trabalhei muito, mais de 20 anos de carreira para hoje poder estar em casa com o meu filho. Portanto, neste momento, eu estou mais focada em voltar ao meu peso, malhar muito e poder ser uma referência na superação e uma musa fitness. Aparecem papeis para mim na televisão, mas eu estou me preparando para fazer tudo da melhor forma possível!
 

Outro reality

 
Você aceitaria participar de outro reality show de confinamento, como A Fazenda ou Power Couple, por exemplo?
 
O Power Couple seria muito complicado porque o meu marido é muito genioso – ou sairíamos na primeiro semana ou ganharíamos. Já, A Fazenda, eu recebi convites algumas vezes, eu acho super interessante o programa. Você precisa ser muito forte para aturar tudo aquilo. Eu tenho uma história muito legal de vida. Recentemente, a Catia Paganote deu um show no programa, se deu muito bem nas provas. As paquitas foram todas treinadas pra isso!
 
Voltar pra TV seria muito legal, os fãs nos conhecerem de verdade, para mim seria legal pois citariam o meu peso, a minha separação… Eu não sou muito tranquila também. Eu não provoco ninguém, mas eu não deixo barato se for incomodada. Eu seria muito polêmica lá dentro, mas neste ano não surgiu o convite, vejamos o que pode acontecer.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais